Yane Marques conquistou o sétimo lugar na terceira etapa da Copa do Mundo de Pentatlo Moderno na China

LEITURA - ESPORTES

Rendimento da pernambucana apresenta evolução desde o início do ano / JC Imagem
Rendimento da pernambucana apresenta evolução desde o início do ano

Yane Marques conquistou o sétimo lugar na terceira etapa da Copa do Mundo de Pentatlo Moderno, nesta sexta-feira, em Chengdu, na China. A afogadense somou 1.277 pontos e já garantiu a sua classificação para a final do torneio, no dia 6 de junho, nos Estados Unidos. O país anfitrião dominou o pódio com Qian Chen conquistando o ouro, com 1.333, e Wanxia Liang levando a prata, com 1.286. A polonesa Oktawia Nowacka completou o pódio após contabilizar 1.300 pontos. Já Priscila Oliveira, a outra pernambucana na disputa, ficou na 27º colocação geral.

Desde o início do ano, Yane traçou como meta ficar entre as dez primeiras colocadas em cada competição que participasse. Por isso, na avaliação da atleta, seu desempenho foi satisfatório. “Bom resultado. O objetivo de estar entre as dez melhores do mundo foi alcançado. Sempre pode ser melhor, mas acredito que esse sétimo lugar foi bom”, comentou a pernambucana, que na etapa anterior da Copa havia ficado na 14ª posição.

Na primeira prova, a esgrima, Yane teve o nono melhor desempenho depois de vencer 21 lutas e somar 226 pontos. Em seguida, na natação, ela cravou 2min17seg34, ficando com o 11º melhor tempo. Já no hipismo, a pernambucana cometeu apenas uma falta na que foi a quinta melhor apresentação do dia.

Para finalizar a maratona de provas, Yane disputou o evento combinado (tiro e corrida) e cruzou a linha de chegada na 19º colocação.

Agora, a delegação brasileira já se prepara para a quarta e última etapa da Copa do Mundo, entre os dias 30 de abril e 4 de maio, em Budapeste, na Hungria. No Velho Continente, o Brasil estará representado pelo trio feminino pernambucano: Larissa Lellys, Priscila Oliveira e Yane Marques.

 

Polícia sem pistas de ladrões que assaltaram carro-forte no Sertão

LEITURA - INTERIOR

Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Osvaldo Morais, designou o Departamento de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) para investigar o assalto a um carro-forte da empresa Preserve Segurança em Ouricuri, a 620 km do Recife, no Sertão Pernambucano. O crime ocorreu na tarde da última quinta-feira (17), quando o veículo trafegava pelo quilômetro 103 da BR-316.

O carro-forte foi cercado por bandidos que atiraram nos pneus do automóvel, renderam os seguranças e após explodir o cofre teriam roubado R$ 2 milhões em dinheiro, além de um revólver 38 e duas espingardas calibre 12.

De acordo com Osvaldo Morais, as buscas pelos criminosos não pararam mesmo no feriadão da Semana Santa e envolvem não apenas a Polícia Civil, mas as Polícias Militar e Federal.

O chefe do Depatri, José Cláudio Nogueira, afirmou que também existe a participação de polícias de outros estados. "Essas quadrilhas não agem só em Pernambuco. Estamos trocando informações com outras equipes para identificar os responsáveis pelo roubo. Ainda não há suspeitos, porque o fato é muito recente", comentou.

Nogueira não quis dar maiores detalhes da estratégia de investigação nem confirmou se o valor levado pelos bandidos foi mesmo R$ 2 milhões. O responsável pelo Depatri também não informou a qual empresa pertencia o dinheiro.

Leia mais...

 

Pesquisa do IBGE derruba três mitos do governo Dilma sobre o emprego

LEITURA - POLÍTICA

https://pbs.twimg.com/profile_images/378800000069940725/06e384cf9e83377dcbdbf46f1b9498b4.jpeg

Suspensa de maneira controversa, a pesquisa ampliada do IBGE sobre o mercado de trabalho tem o potencial de derrubar mitos propagados pelo governo Dilma Rousseff sobre o emprego no país.
 
Apurados em todo o país, os números mostram que o cenário atual é, sim, favorável - mas não a ponto de autorizar afirmações de tom épico como as mostradas abaixo, retiradas de discursos da presidente.
 
1) “Nós hoje, no Brasil, vivemos uma situação especial. Nós vivemos uma situação de pleno emprego.” (Dilma, 29/01/13)

O mito revisto:“Nós chegamos próximos do pleno emprego.” (Dilma, 17/07/13)
 
Os dados: A tese do (quase) pleno emprego se amparou nos resultados da pesquisa mais tradicional do IBGE, limitada a seis regiões metropolitanas, que mostra desemprego na casa dos 5%.
 
A pesquisa ampliada que começou a ser divulgada neste ano mostra taxa mais alta, de 7,1% na média de 2013, e, sobretudo, desigualdades regionais: no Nordeste, o desemprego médio do ano ficou em 9,5%.
 
 2)“O Brasil, hoje, é um país que, em meio à crise econômica das mais graves, talvez a mais grave desde 1929, é um país que tem a menor taxa de desemprego do mundo.” (Dilma, 14/06/13)
 
O mito revisto: “Hoje nós temos uma das menores taxas de desemprego do mundo.“ (Dilma, no mesmo discurso)
 
Os dados: Em comparação com o resto do mundo, não há nada de muito especial na taxa brasileira. É semelhante, por exemplo, à dos Estados Unidos (6,7% em março), que ainda se recuperam de uma das mais graves crises de sua história.
 
O desemprego no Brasil é menor que o de importantes países europeus, mas supera o de emergentes como Coreia do Sul (3,9%), China, (4,1%,), México (4,7%) e Rússia (5,6%), além de ricos como Japão (3,6%), Noruega (3,5%) e Suíça (3,2%).
 
3) “Temos o menor desemprego da história.” (Dilma, 23/12/12)

O mito não foi revisto. 

Os dados:

A base da afirmação é que a taxa apurada em apenas seis metrópoles é a menor apurada pela atual metodologia, iniciada em 2001. Já foram apuradas no passado, com outros critérios, taxas iguais ou mais baixas.

A pesquisa ampliada permite comparações com taxas apuradas no passado por amostras de domicílios. Dados do Ipea mostram que o desemprego atual é semelhante, por exemplo, ao medido na primeira metade nos anos 90.
(Folha de São Paulo).
 

Vereador que liderou greve da Polícia Militar na Bahia é preso

LEITURA - POLÍTICA
O vereador Prisco - Lúcio Távora-Agência A Tarde/EstadãoO vereador Marco Prisco (PSDB/Foto), de Salvador, que liderou a greve dos Policiais Militares na Bahia ocorrida nesta semana, foi preso nesta sexta-feira, a pedido do Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA). Diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado, Prisco foi detido em um resort por policiais federais.
 
O pedido da prisão foi feito na segunda-feira, 14, em ação penal movida pelo MPF de abril de 2013, que denunciou sete pessoas - vereadores, soldados e cabos da PM - por diversos crimes, entre eles contra a segurança nacional. Os crimes teriam sido praticados durante a greve ocorrida em 2012, entre 31 de janeiro e 10 de fevereiro.
 
De acordo com o MPF, Prisco é processado por crime político grave. A defesa poderá entrar com recurso junto ao Supremo Tribunal Federal (STF).
 

Portuguesa cumpre liminar e abandona o gramado em Joinville

LEITURA - ESPORTES

Portuguesa deixou o gramado após 17 minutos de jogo - Mister Shadow
Portuguesa deixou o gramado após 17 minutos de jogo

Pelo descumprimento da liminar que recolocava a Portuguesa na Série A do Campeonato Brasileiro, a partida contra o Joinville foi interrompida aos 17 minutos do primeiro tempo, na Arena Joinville. O delegado da partida, Laudir Zermiani, entrou no gramado com a liminar e imediatamente o técnico Argel Fucks pediu que os jogadores saíssem do campo. Os atletas do Joinville deixaram o gramado depois de 30 minutos após a saída do time paulista. 
 
O torcedor da Portuguesa, Renato de Britto Azevedo, que obteve a liminar favorável ao clube, ameaçou entrar com uma queixa crime contra a diretoria da Portuguesa e a CBF. A partir dessa ameaça, a diretoria da Portuguesa decidiu retirar o time do campo. A partida, no entanto, pode ser retomada. A CBF argumenta que apenas o presidente da entidade, José Maria Marin, pode receber a liminar.
 
Faltando duas horas para a partida, por volta das 17h30, o presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, ainda aguardava uma manifestação oficial da CBF e também pretendia consultar outros dirigentes do clube para decidir se o time jogaria ou não. "Quero consultar os outros poderes do clube para não tomar a decisão sozinho", disse o dirigente ao Estado duas horas antes do horário marcado para o jogo.
 
Na última quinta-feira, a diretoria da Portuguesa descobriu que o torcedor Renato Britto de Azevedo obteve liminar na 3ª Vara Cível do Foro Regional da Penha, em São Paulo, devolvendo os quatro pontos que a Portuguesa perdeu no julgamento do STJD no final do ano passado pela escalação irregular do meia Héverton. Com a decisão da juíza Adaísa Bernardi Isaac Halpern, a Lusa está provisoriamente na Série A. A CBF chegou a pedir reconsideração, mas o pedido foi negado pela juíza.

Leia mais...

 

Hoje tem espetáculo da Paixão de Cristo em Afogados da Ingazeira

LEITURA - INTERIOR

alt

Uma tradição de mais de trinta anos, acontece nesta sexta mais uma edição do espetáculo da Paixão de Cristo. Jovens atores do grupo “Paixão de Cristo, Paixão de Todos” encenam a vida, as tentações, os milagres, os ensinamentos e o martírio de Jesus Cristo. O espetáculo tem o apoio da Secretaria de Cultura e Esportes de Afogados da Ingazeira. A encenação tem início às 20 horas, na quadra principal do Ginásio Desportivo Municipal.
 
Ao longo de mais de três décadas, importantes personalidades do mundo político e cultural de Afogados da Ingazeira participaram da encenação. Figuras como o radialista Valdecir Xavier de Menezes, o Padre Luizinho, pároco de Ingazeira, e o prefeito José Patriota, que quando jovem integrante da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP) representou o papel de Jesus Cristo.

 alt

O espetáculo tem duração de duas horas e é dividido em 17 cenas: criação do mundo, tentação de Jesus no Deserto, Sermão da montanha, ressurreição de Lázaro, a feira, a ceia, Jesus prediz a negação de Pedro, agonia de Jesus, junto de Pedro, Tiago e João, Anás e Ceifas, bacanal de Herodes, Jesus perante Pilatos, enforcamento de Judas, cortejo da morte, subida na cruz, a sepultura e a ressurreição.
 
Em texto de divulgação, o grupo teatral “Paixão de Cristo, Paixão de todos” informa que o grande objetivo da encenação é mostrar o “significado do que foi na época em que Jesus Cristo foi enviado ao mundo para nos ensinar a sermos mais generosos, compreensivos e, sobretudo, aprendermos a perdoar e amar, como ele nos ama há mais de dois mil anos. Mostrar o quanto ele sofreu até a sua morte, e muitos ainda não o reconhecem como o salvador,” diz o texto.

 

Com novos poços, comunidades rurais de Afogados da Ingazeira tem oferta de mais de 13 mil litros de água por hora

LEITURA - INTERIOR