Inaugurada a 38ª Vara Federal em Serra Talhada

O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, descerrou a placa na inauguração da 38ª Vara Federal, em solenidade realizada na noite dessa quinta-feira (20). O ato contou com a presença de inúmeras personalidades, a exemplo do Desembargador Federal Francisco Wildo Lacerda Dantas, presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, o Juiz Federal Frederico José Pinto, diretor do foro da seção judiciária de Pernambuco, o Juiz Federal Marcos Antônio Maciel Saraiva Junior, diretor da subseção judiciária de Serra Talhada, o coronel Rosemário Barros, diretor Integrado do Interior II, o Ten- Coronel André Pereira da Silva, representando na oportunidade o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, o presidente da OAB, subseção Serra Talhada, Dr. Estefferson Darlei Fernandes Nogueira dentre outras autoridades.
 
Instalada a partir da resolução 19, de 8 de novembro de 2014, a 38ª Vara Federal criada pela lei 12.011 de 2009, abrangerá as cidades de Afogados da Ingazeira, Betânia, Brejinho, Calumbí, Carnaíba, Custódia, Flores, Floresta, Iguarací, Ingazeira, Itacuruba, Itapetim, Jatobá, Nova Petrolândia, Quixaba, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, São José do Belmonte, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tacaratu, Triunfo, Tuparetama e a sede Serra Talhada.
 
Durante sua fala o prefeito enalteceu a chegada do equipamento e “reconheceu os relevantes serviços prestados pela Justiça Federal no município”. Duque afirmou que com a instalação da 38ª Vara, juntamente com a entrega futura das novas instalações do fórum da cidade, “Serra Talhada passa a ser além dos já reconhecidos polo médico e educacional, também um polo jurídico”, disse o prefeito.
 
A 38ª Vara funcionará na Rua vereador Silvino Cordeiro, Bairro AABB, área nobre da Capital do Xaxado onde já funcionava a 18ª Vara da Justiça Federal no município e será comandado pelo Juiz Federal Marcos Antônio Maciel Saraiva Junior, Diretor da subseção judiciária de Serra Talhada.

 

 / Foto: ABr

Até agora o governo não explicou por que adiou o anúncio dos nomes escolhidos para alguns dos ministérios. A previsão era de que os indicados para o Ministério da Fazenda, do Planejamento e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) fossem conhecidos nesta sexta-feira (21) depois do fechamento do mercado financeiro. 

Após ter decidido adiar o anúncio, a presidente Dilma deixou o Palácio do Planalto, onde discutia sobre seu novo ministério, seguindo para o Palácio do Alvorada, residência oficial. A informação do Planalto é de que a presidente deva permanecer nesta sexta-feira (21), no Alvorada e não há, ainda, previsão de reuniões durante o final de semana.

 
http://www.ipa.br/novo/scripts/img.php?path=../arquivos/noticia/905-amenorexcurs%C3%83oalunosdauastsitiolagoadocapimcust%C3%93dia96.jpg&w=280&h=237O Escritório do IPA de Custódia, Gerência Regional Serra Talhada, promoveu capacitação na área de produção e conservação de forragens com os alunos do 6º Período do curso de Zootecnia da UAST - Unidade Acadêmica de Serra Talhada. O Evento foi montado em duas partes, sendo a primeira com aulas práticas, na forma de ensilagem em cincho e  sacos, no sítio Lagoa do Capim, propriedade de Cícero Monteiro. No local, os participantes puderam observar e vivenciar as diversas etapas  do processo e palestra ocorrida nas dependências do Escritório do IPA em Custódia, onde foi aprofundado  aspectos metodológicos e técnicos da atividade.
 

Foto: Alexandre Albuquerque/PTB

Com a nomeação do senador Armando Monteiro Neto (PTB) para o Ministério do Desenvolvimento, o empresário Douglas Cintra (PTB) irá retomar a vaga do petebista no Senado Federal. Ele foi o primeiro senador da história de Caruaru, no Agreste, maior cidade do interior pernambucano. Douglas Cintra havia ocupado o posto entre o dia 17 de julho deste ano e o início deste mês, enquanto Armando estava licenciado para se dedicar à campanha eleitoral.

Durante o período no Senado, Douglas Cintra apresentou apenas dois requerimentos, pedindo a realização de um seminário na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo e de uma audiência pública na Comissão de Meio Ambiente e Defesa do Consumidor.

Cintra também assumiu a relatoria de 26 matérias. Dentre elas, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera a repartição de receitas tributárias entre os entes federativos.

Por três vezes, o empresário ocupou a tribuna do Senado. Na última delas, no último dia 4, ele fez um pronunciamento em defesa de um desenvolvimento econômico mais justo em Pernambuco. “A agenda do desenvolvimento regional é uma tarefa irrecusável. O País não pode conviver com acentuados desequilíbrios territoriais”, defendeu na ocasião.

Douglas Cintra é dono da rede de supermercados Bonanza. Em 2010, quando concorreu junto com Armando, ele declarou ter R$ 4,1 milhões em bens à Justiça Eleitoral. Cintra também faz parte da Executiva estadual do PTB em Pernambuco.

 
Joaquim Levy deve assumir Ministério da Fazenda
A presidente Dilma Rousseff vai anunciar nesta sexta-feira (21) Joaquim Levy (Foto), como novo ministro da Fazenda e Nelson Barbosa como titular do Planejamento.

Ambos já integraram a equipe econômica no primeiro governo. Levy foi secretário do Tesouro e Barbosa e ex-secretário-executivo da Fazenda.

O anúncio dos novos assessores de Dilma ocorrerá após o fechamento da Bovespa.

O presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, era a primeira escolha da presidente, mas ele recusou o convite de Dilma para assumir a Fazenda.

Trabuco esteve com Dilma na quarta-feira (19), quando agradeceu o convite, mas disse que não tinha condições de aceitar por causa de compromissos assumidos com o presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Lázaro Brandão.

Diante da recusa de Trabuco, Dilma passou a avaliar três nomes para formar sua equipe econômica: Joaquim Levy (ex-secretário do Tesouro no governo Lula), Nelson Barbosa (ex-secretário-executivo da Fazenda) e Alexandre Tombini, atual presidente do Banco Central.

DESENVOLVIMENTO

Senador pelo PTB e candidato derrotado ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro assumirá o Ministério do Desenvolvimento e Indústria, segundo a Folha de São Paulo apurou.

Além da equipe econômica, Dilma deve anunciar a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para o Ministério da Agricultura.
 

alt

A arte de contar histórias é tão antiga quanto à humanidade. Antes da invenção da escrita, toda a tradição das civilizações era repassada através da tradição oral. Contar histórias é hoje uma importante ferramenta pedagógica para estimular o hábito de leitura nas crianças.
 
Outra importante tradição da nossa cultura é o teatro de fantoches, mais popularmente conhecido como mamulengo. A Secretaria de Educação de Afogados da Ingazeira tem juntado essas duas tradições em importantes ações educativas, em atividades de sala de aula.
 
Dentro da programação da semana do bebê, a secretaria promoveu oficinas de produção de fantoches e de contação de histórias. Na de fantoches, a arte-educadora Shirley Mendes ensinou as diversas etapas do processo de confecção dos bonecos e as técnicas de manipulação dos mesmos. Participaram professores e alunos da rede municipal de ensino.

 alt

Em outra oficina, esta direcionada para professores e coordenadores de bibliotecas, a pedagoga Sandra Carvalho abordou a importância da contação de histórias para a construção do hábito de leitura nas crianças e os critérios que devem nortear o educador na hora de escolher os livros e histórias a serem contadas. Sandra é a atual coordenadora da biblioteca pública municipal de Afogados da Ingazeira.
 
Segundo Sandra, um bom contador de histórias deve seguir algumas condutas básicas, como: conhecer o texto com profundidade, criar um ambiente adequado, ler pausadamente, pontuar corretamente a história prestando atenção no tom, ritmo e volume, além de evitar gestos e expressões exageradas. “A leitura é uma forma exemplar de aprendizagem. É um dos mais eficazes meios para desenvolver a linguagem e a personalidade dos alunos. Quem lê aprende mais e melhor os conteúdos de sala de aula,”  afirmou Sandra Carvalho.
 

PF-PE e SDS realizaram nesta sexta segunda fase da Operação Trevo (Foto: Marina Barbosa / G1)
Rodrigo de Freitas (D), secretário-executivo de Defesa Social, ressaltou cooperação entre SDS e PF

O jogo do bicho foi o alvo da segunda fase da Operação Trevo, que na semana passada desarticulou um esquema de fraudes e lavagem de dinheiro que atuava em 13 estados da federação por meio de jogos do bicho, montagem de máquinas caça-níqueis e comercialização irregular de títulos de capitalização. Na operação desta sexta-feira (21), as investigações se limitam à Região Metropolitana do Recife e envolvem o cumprimento de 43 mandados de busca e apreensão. Até o final da manhã, R$ 335 mil foram apreendidos e uma pessoa foi presa.

"Esta fase pretende colher provas do envolvimento de organizações criminosas no jogo do bicho. Depois disso, esse material será devidamente analisado pelo Poder Judiciário", afirma o superintende regional da Polícia Federal em Pernambuco, Marcello Diniz Cordeiro. Segundo ele, a Justiça Estadual vai determinar se novas prisões serão realizadas através do conteúdo dos documentos apreendidos e dos depoimentos recolhidos durante o dia. Por isso, nenhum mandado de prisão foi expedido nesta etapa das investigações por conta dos crimes fiscais. A única prisão foi motivada pelo porte ilegal de munições. "Hoje, nosso objetivo é obter provas para que os envolvidos possam ser condenados", reforça Cordeiro, lembrando que a Vara de Crimes contra a Ordem Pública passou a competência da operação para a 2ª Vara Criminal de Pernambuco.

O dinheiro encontrado nesta manhã estava nas residências dos representantes de duas bancas que oferecem o jogo do bicho no Recife. Até o momento, foram executados 40 mandados de busca e apreensão e 25 conduções coercitivas -- quando a ordem judicial obriga a pessoa a prestar depoimento. Depois disso, todas essas pessoas serão liberadas. Já o material recolhido será contabilizado na sede da Polícia Federal, no Bairro do Recife, e no Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais da Polícia Civil (Depatri).

"Os resultados mostram que há um fenômeno criminal complexo, de grande volume financeiro, envolvido com o jogo do bicho", comenta o secretário-executivo de Defesa Social de Pernambuco, Rodrigo Bastos de Freitas, que ressaltou a colaboração entre a SDS, a Polícia Federal e a Polícia Civil no decorrer da operação. No total, 160 policiais estão envolvidos na ação, que está investigando 16 estabelecimentos comercias ligados ao jogo do bicho em 19 localidades do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes.

Entenda o caso

Leia mais...

 

http://www.faroldenoticias.com.br/site/wp-content/uploads/2014/07/moto.jpg

Três municípios do Sertão pernambucano entraram para o Mapa da Violência no Trânsito divulgado pela Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais. Os municípios que vivem essa problemática são Ouricuri, Parnamirim e Araripina. Os dados do Mapa da Violência são do ano de 2012, mas só foram divulgados neste ano de 2014.

Na cidade de Ouricuri não é difícil encontrar alguém que já sofreu um acidente de trânsito, ou que conheça quem passou pela mesma situação. “Já sofri acidente, conheço várias pessoas que sofreram e já presenciei muitos também”, afirma o mototaxista Alan Araújo.

O número elevado de acidentes colocaram Ouricuri no Mapa da Violência. Em 2012, a taxa de mortos no trânsito a cada 100 mil habitantes ficou em 61,1. Isto deixou a cidade na 60ª posicão entre os 100 municipios com o trânsito mais violento do país.

Em Parnamirim, a situação é ainda mais agravante em relação a Ouricuri. A cidade, que tem pouco mais de 20 mil habitantes, é a 6ª colocada no ranking. Em 2012, foram 21 mortes em consequência dos acidentes de trânsito.

Já em Araripina, o problema maior são os acidentes de trânsito que envolvem jovens com idades entre 15 e 29 anos. No ano de 2012, 11 jovens morreram no trânsito da cidade que tem o 4º trânsito mais violento do Brasil para a faixa etária.

Para a presidente do Conselho Estadual de Trânsito, Simíramis Queiroz, a conscientização é uma das alternativas para melhorar a situação. “É importante que a gente se concientize e trabalhe com todas as esferas de governo federal, estadual e municipal, para que a gente tenha um trânsito mais seguro”, comentou Simíramis.

 

alt

Treze desvios clandestinos de água foram encontrados em trechos da adutora entre o centro de Cabrobó e a Serra de Monte Santo, no mesmo município, Sertão Central de Pernambuco. A operação de fiscalização do Sistema Adutor do Sertão foi realizada na semana passada pela a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), acompanhada pela Companhia Independente de Operações e Sobrevivência na Área de Caatinga (CIOSAC).

As buscas por ligações clandestinas no sistema foram realizadas entre os dias 12 e 16 de novembro. Depois de perceber a redução de vazão na chegada das Estações de Tratamento de Água (ETA’s) a companhia solicitou apoio policial para fiscalização nos trechos de difícil acesso das adutoras. De acordo com o gerente Regional do Sertão Central, Januário Nunes, os desvios são utilizados para irrigação de culturas diversas, acarretando déficit na produção de todo o sistema de abastecimento de água.

Atualmente, a Adutora do Sertão possui uma vazão de 310 litros por segundo na chegada da Estação Elevatória de Monte Santo. O sistema é responsável pelo bombeamento de água para distribuição nos municípios de Salgueiro, Serrita, Terra Nova e Verdejante, atendendo cerca de 105 mil habitantes. A Operação Água Legal, que teve início em 2012, com o objetivo de fiscalizar e suprimir desvios clandestinos de água no Sertão do estado, até o momento encontrou e corrigiu 151 irregularidades no Sistema Adutor do Sertão.
 

Foto: Agência Câmara

Em discurso no Plenário da Câmara Federal, o deputado federal pernambucano Gonzaga Patriota (PSB) defendeu o fim dos cartões corporativos no governo federal e criticou os gastos secretos de R$ 6,5 milhões nos cartões da Presidência da República em 2014.

“Esses gastos secretos são um absurdo. Temos que acabar com essa história de cartão de governo. O povo morre de fome, a miséria aumenta e os cartões gastam R$ 6,5 milhões. Isso é uma falta de respeito ao povo brasileiro”, afirmou.

No serviço público, os cartões corporativos são usados para compra de materiais, prestação de serviços e abastecimentos de carros oficiais, por exemplo. O valor é público, mas caso algum desses gastos seja definido como secreto, não é possível saber o que foi comprado.

São classificados como sigilosos gastos tidos como de segurança nacional; o que no caso da Presidência pode descrever tanto a alimentação, quando a locação de veículos para servir a presidente Dilma Rousseff (PT).

 

Armando Monteiro ao lado de Dilma e Lula durante campanha em Pernambuco. Foto: divulgação.

alt

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) se reuniu na manhã desta sexta-feira (21) com a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante (PT), no Palácio da Alvorada em Brasília. Monteiro é um dos nomes cotados para assumir um ministério no segundo mandato da petista.

O nome de Monteiro é cogitado para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), já que o senador é ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O MDIC, no entanto, é o posto pleiteado pelo governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), uma das peças-chave no xadrez ministerial que está sendo preparado por Dilma.

Uma fonte ouvida pelo Broadcast Político avaliou que o principal objetivo de nomear Monteiro ministro é trazer o PTB de volta para a base do governo. Embora fosse aliada do Planalto até antes das eleições, a sigla decidiu de última hora apoiar o candidato do PSDB à presidência, senador Aécio Neves (MG).

Há obstáculos para essa indicação, apontam fontes. Além de Monteiro ter sido derrotado ainda no primeiro turno na eleição para o governo de Pernambuco, há dúvidas na base se Monteiro teria influência suficiente no partido para reaproximá-lo do governo, já que o senador tem atuado de forma independente da direção petebista.

A principal preocupação do Planalto é conseguir votos da bancada do PTB da Câmara para a eleição da presidência da Câmara. O PT pretende lançar uma candidatura para tentar derrotar o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), desafeto da presidente Dilma.

 

Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, está recebendo o 1º Startup Weekend do Sertão brasileiro. O evento que já aconteceu em mais de 600 cidades ao redor do mundo, foi criado por uma instituição sem fins lucrativos e executado localmente por empreendedores voluntários. Os Startups Weekend são fins de semana de trabalho intenso com uma ideia em mente: como transformar uma boa ideia de negócio em um startup viável. 
 
Os organizadores convidam os interessados a compartilhar ideias, formar times e lançar startups. Tudo começa na noite desta sexta-feira (21) no Colégio Cônego Torres, com o palco aberto para os participantes compartilharem suas ideias e inspirarem outros a se juntarem a seus times. Todos votam nas ideias e as mais bem votadas são escolhidas para serem executadas. 
 
Durante o sábado e o domingo, os times focam em encontrar um modelo de negócios e criar um produto mínimo viável, utilizando metodologias e ferramentas como Lean Startup, Business Model Generation e Desenvolvimento de Clientes. No fim da tarde do domingo, os times apresentam o que construíram e os três melhores são premiados. A iniciativa já envolveu mais de 120 mil empreendedores ao redor do mundo, segundo os organizadores.

 

O Consórcio de Integração dos municípios do Pajeú (CIMPAJEÚ) deu um passo importante para garantia dos direitos e o fortalecimento de combate a violência contra mulheres. Foi criado na última quarta-feira (19) O Núcleo Intermunicipal de Políticas Públicas Para as Mulheres no Pajeú. 
 
A reunião para formalização do núcleo aconteceu em Serra Talhada, e contou com as presenças das representantes de vários municípios que fazem parte do consórcio como: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Calumbí, Carnaíba, Flores, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira Triunfo e Serra Talhada. 
 
O Gerente Executivo do CIMPAJEÚ, Albertino Lima, falou sobre a importância desse núcleo, que poderá atuar de forma legal, em toda a Região do Pajeú. Ele citou a experiência exitosa de Serra Talhada através da Secretaria da Mulher. Para ele, o organismo poderá suprir inclusive a carência de delegacias da mulher. Mesmo sem poder de polícia, o núcleo com apoio dos prefeitos será determinante no combate a problemas como a violência contra mulher.
 
A vice-prefeita de Serra Talhada, que também é Secretária da Mulher, Tatiana Duarte, foi eleita por unanimidade para o cargo de presidente do núcleo. Em sua fala, Tatiana disse que abraça com disposição e sem temor esse novo desafio. Ela destacou o empenho do prefeito Luciano Duque, que a incentivou a presidir o núcleo. Duque é o atual presidente do CIMPAJEÚ.
 
A vice-presidência ficou com Sandra Moreno, de Flores. Ela atua na secretaria de Assistência Social. O município de Flores é governado por uma mulher, Soraya Muryoca (PR), que já desenvolve ações de políticas para mulheres através de uma coordenadoria.
 
Sandra Lima, de São José do Egito, foi eleita 1ª secretária. Ela já atua na gestão pública na pasta de Ação Social. Sandra disse que seu município já possuiu a diretoria da mulher, criada pelo prefeito Romério Guimarães (PT), atual vice-presidente do consórcio. O núcleo irá fortalecer essa luta, pontuou.

 

http://2.bp.blogspot.com/-wN9-ei8IK20/TwwqUIczNiI/AAAAAAAADR4/5R-VYDDhzU0/s1600/SUS+Sistema+%25C3%259Anico+de+Sa%25C3%25BAde.jpg

Grande parte dos municípios brasileiros, dentre eles, Afogados da Ingazeira, serão beneficiados com a melhoria do atendimento nas Unidades de Saúde. A lista das cidades que vão receber os recursos adicionais pelo Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) foi publicada nesta quinta-feira (20) pelo Ministério da Saúde. O incentivo faz parte do processo de modernização da gestão da saúde do Governo Federal, com adoção de novos padrões e indicadores de qualidade, estimulando tanto a auto avaliação das equipes como a oportunidade de aprimoramento do cuidado. Ao todo, serão repassados R$ 1,6 bilhão referentes à certificação de 29.598 equipes de atenção básica e 19.050 equipes de Saúde Bucal.
 
Lista de municípios do PMAQ
 
Das equipes de atenção básica avaliada, cerca de 50% (14.288) atingiram resultado acima da média ou muito acima da média. Quanto à saúde bucal, 44% (8.492) das equipes tiveram avaliação acima da média. As equipes de Atenção Básica que recebem conceito muito acima da média recebem adicional de R$ 8,5 mil por mês; acima da média passa a ter um aditivo de R$ 5,1 mil. As demais avaliações ganham um complemento de R$ 1,7 mil. Para as equipes de saúde bucal os valores são, respectivamente, R$ 2,5 mil, R$ 1,5 mil e R$ 500.
 
O processo de certificação, que determinou o volume de recursos a serem transferidos aos municípios, é realizado pelo Ministério da Saúde com o apoio de 49 Instituições de Ensino e Pesquisa de todas as regiões do país. A avaliação é composta por três partes: uso de instrumentos auto avaliativos – o que corresponde 10% da avaliação; desempenho em resultados do monitoramento dos 24 indicadores de saúde firmados no momento da adesão do Programa – responsável por 20% da avaliação; e desempenho nos padrões de qualidade verificados in loco por avaliadores externos, que corresponde a 70% da nota de avaliação.
 
O objetivo do PMAQ é garantir um alto nível de atendimento por meio de um conjunto de estratégias de qualificação, acompanhamento e avaliação do trabalho das equipes de saúde. Este ano, o programa foi ampliado para todas as equipes de Atenção Básica, incluindo os Núcleos de Atenção à Saúde da Família (NASF) e avançando na atenção especializada contemplando os Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), que antes não faziam parte do programa. Desde 2011, quando foi lançado, o PMAQ já repassou aos municípios mais de R$ 5,2 bilhões em recursos. Ao todo, o investimento em atenção básica aumentou em 106% nos últimos quatro anos. Só em 2014 serão aproximadamente R$ 20 bilhões.

AVALIAÇÃO EXTERNA

Para avaliação das equipes que aderiram ao segundo ciclo do PMAQ, também foi considerada a opinião dos usuários do SUS. Ao todo, foram aplicados questionários, entre novembro de 2013 e maio de 2014, a mais 115 mil brasileiros de todos os estados sobre o atendimento prestado pelas equipes de atenção básica.

Leia mais...

 

http://maisagreste.com.br/wp-content/uploads/2014/04/IFPE.png

Mais de 30 mil candidatos irão realizar as provas do vestibular 2015 do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) no próximo domingo (23). Os participantes do processo seletivo devem consultar o local de prova no cartão de inscrição por meio do site do instituto.

Os exames começam às 9h e serão aplicados em 73 prédios distribuidos por 21 cidades, sendo 41 deles localizados no Recife. O candidato deve chegar com antecedência portando carteira de identidade, caneta esferográfica azul ou preta e cartão de inscrição.

A avaliação terá duração de três horas para os candidatos aos cursos técnicos e quatro horas para quem está na disputa por uma vaga de curso superior. Os primeiros responderão a 30 questões, sendo 10 de português, 10 de matemática e outras 10 de conhecimentos gerais. Já os dos cursos superiores terão redação e outras 50 questões, distribuídas entre as disciplinas de língua portuguesa, língua estrangeira, matemática, física, química, biologia, história e geografia.

Cerca de 3 mil profissionais foram escalados para trabalhar no dia de prova. Além disso, o IFPE solicitou apoio do Consórcio Grande Recife para que as frotas de ônibus sejam reforçadas no domingo.

São oferecidas 5.247 vagas distribuídas em 57 cursos no vestibular 2015. Desse total, 1.627 vagas são na modalidade Integrado, aquela em que o estudante realiza o ensino médio e curso técnico de forma concomitante, 2.708 na modalidade Subsequente, destinada a quem tem ensino médio completo, 792 vagas para os cursos superiores e outras 120 para a modalidade Proeja (Educação de Jovens e Adultos).