O empresário Wagner Canhedo Filho (Foto), ex-dono da Vasp, foi preso em flagrante nesta sexta-feira (22) por porte ilegal de armas em meio à Operação Patriota, deflagrada pela Polícia Federal (PF) e pela Procuradoria da Fazenda Nacional, em Brasília. Ele era uma dos alvos da operação que investiga um esquema de fraude fiscal superior a R$ 875 milhões.

Os gestores do Grupo Canhedo, que administram, entre outros negócios, empresas de ônibus, de turismo e o Hotel Nacional – o mais antigo de Brasília e que inspirou o nome da operação –, são suspeitos de usar empresas de fachada para ocultar faturamento de empresas e, com isso, não pagar multas e débitos tributários.

As investigações começaram no ano passado depois que fiscais da Procuradoria da Fazenda Nacional tentaram bloquear o faturamento de seis empresas do grupo para pagamento de débitos na Receita Federal, mas não tiveram sucesso. Isso porque, apesar de ativas, essas empresas não tinham faturamento.

Com as investigações, a PF e a Procuradoria da Fazenda Nacional identificaram que empresas de fachada eram usadas pelos gestores do Grupo Canhedo para ocultar o faturamento das empresas em débito com a Receita Federal. Ao todo, foram cumpridos 11 mandados de condução coercitiva e 15 de busca e apreensão, sendo um deles na casa do empresário Wagner Canhedo.

Canhedo ficou conhecido nacionalmente na década de 1990, após comprar a companhia de Viação Aérea São Paulo (Vasp). A empresa decretou falência em 2008, com dívidas superiores a R$ 1,5 bilhão. Os suspeitos responderão por falsidade ideológica, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e de capitais. Canhedo foi levado para a Superintendência Regional da Polícia Federal, no Distrito Federal, e foi estipulada fiança no valor de R$ 38 mil.

As investigações foram iniciadas em meados do ano passado e revelam que, para driblar as execuções fiscais existentes contra o grupo, os gestores constituíram outras empresas de fachada, em nome de "testas de ferro". Isso permitia que eles movimentassem livremente os recursos que deveriam saldar suas dívidas — inclusive tributárias, que somam cerca de R$ 875 milhões.

Em nota divulgada nesta sexta-feira, a Polícia Federal informa que, conforme decisão proferida na 10ª Vara Federal do Distrito Federal, a administração das empresas caberá a um auditor fiscal a ser indicado pela Receita Federal.

"A medida está prevista no artigo 319 do Código de Processo Penal entre as medidas alternativas à prisão. Com o afastamento dos gestores e a posterior indicação de um auditor fiscal a intenção é garantir que as empresas continuem funcionando e que, portanto, os empregos dos funcionários do grupo sejam mantidos e os valores devidos ao Fisco voltem a ser recolhidos", diz o comunicado.

http://www.blogviniciusdesantana.com/wp-content/uploads/2013/03/salgueiro.jpg

Um comerciante, de 44 anos, foi flagrado na terça-feira (19), furtando 180 blocos que seriam usados na construção da obra do Instituto Médico Legal (IML) de Salgueiro, no Sertão Central de Pernambuco. Ele já estava com todo o material na carroceria de sua caminhonete.

A Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima sobre o crime. O comerciante foi levado para a Delegacia de Polícia Civil e autuado em flagrante pelo crime de furto ao patrimônio público.

Acidente aconteceu em trecho da rodovia que corta a cidade de Garanhuns.  / Foto: Google Street View

Um ônibus tombou na BR 423, no km 123, em Garanhuns, Agreste pernambucano, na madrugada desta terça-feira (19), após uma tentativa de assalto. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os bandidos estavam em dois carros e atiraram contra o ônibus fazendo o motorista perder o controle. 

A PRF informou que os bandidos não conseguiram roubar nada do ônibus e fugiram. Nenhum dos passageiros que viajavam no veículo ficou ferido, apenas o motorista, Silvio Roberto Teixeira, de 38 anos, que teve ferimentos leves e foi levado ao Hospital Dom Helder, em Garanhuns.

PM apreendeu 30,3 quilos de pasta-base de cocaína em hotel de Paulista, PE (Foto: Divulgação / Polícia Militar)

Uma operação policial apreendeu 30,3 quilos de pasta-base de cocaína em um hotel situado na Praia de Pau Amarelo, em Paulista, no Grande Recife. A droga estava escondida em um dos quartos do estabelecimento em poder de uma brasiliense, que acabou detida no local. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (18), pela Polícia Militar.

Além da mulher, um homem natural do Ceará, que chegou ao hotel para pegar o carregamento de pasta-base, foi preso. Após ser detido, ele levou os policiais até uma casa em Nossa Senhora do Ó, no mesmo município. No local, foi apreendida uma BMW preta blindada e R$ 58.032 em espécie.

Conforme a PM, uma segunda mulher que também teria ajudado no transporte da cocaína foi localizada e presa em Brasília. Todo o material apreendido e os suspeitos detidos no Grande Recife foram conduzidos à sede da Polícia Federal, onde devem ser autuados por tráfico de entorpecentes.

http://www.ricardobanana.com/wp-content/uploads/2013/12/image136.jpg

Diariamente, vários usuários recebem inúmeros e-mails de órgãos públicos ou privados relatando algum pagamento pendente, multas, contas de luz, água, telefone e até mesmo situação cadastral irregular. Essas mensagens, na verdade, contém malwares que infectam o notebook, computador ou smartphone e podem até mesmo roubar dados pessoais, como senhas para transações bancárias.

Para evitar esses golpes, o Detran-PE alertou sobre inúmeras mensagens usando o nome do órgão para roubar dados dos usuários. E-mails como "Notificação de Infração", "Suspensão de CNH", "Pontos na CNH", entre outros, são falsos e quem receber, não deve abrir os arquivos anexos ou clicar em nenhum link.

O Detran informou ainda que só envia notificações de autuação e de penalidade através de correspondências nominais endereçadas à residência dos usuários por meio dos Correios. A consulta de número de pontos da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é feita por meio do site do Detran, na seção “Serviços online”. Informações de ordem geral (notícias e alertas) também são feitas pelo site do órgão.

Flagrante feito pela PRF e Sudema

Equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 1.260 arribaçãs mortas, 17 Tatupebas e uma ave silvestre viva na noite da última quinta-feira (14), na cidade de Patos, no Sertão da Paraíba. A arribaçã é uma espécie de pomba silvestre e que tem caça proibida. O proprietário, que seria um sargento da Polícia Militar, foi multado em R$ 630 mil e deve responder na Justiça por crime ambiental.

A PRF conseguiu apreender o carregamento depois de uma denúncia anônima informando sobre o transporte ilegal do produto, de acordo com o inspetor Medeiros Silva, chefe da Delegacia Regional da PRF de Patos.

“Fizemos a abordagem a um taxista e encontramos na mala do carro aves congeladas. Perguntados o local que ele tinha comprado o material e fomos até a casa de um casal em Patos. Encontramos uma grande quantidade de aves congeladas estocadas no freezer. O imóvel pertence a um policial militar”, disse o inspetor.

O sargento da PM, a mulher dele e o taxista foram levados para a Delegacia Civil de Patos. “Os três foram autuados e multados, assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados porque a pena é de 2 anos”, revelou o delegado Edson Pedrosa.

De acordo com Edson Oliveira, soldado do Batalhão Ambiental e fiscal da Sudema em Patos, o produto foi apreendido e será incinerado. "Como não sabemos a procedência sanitária, toda a  carga será incinerada. O dono - o sargento da PM -  foi multado em cerca de R$ 630 mil", falou.

Bebidas apresentavam indícios de adulteração, segundo a polícia / Foto: Divulgação/PRF

Uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 34 garrafas de bebidas alcoólicas com indícios de adulteração, na BR-232, em Sanharó, Agreste de Pernambuco, na madrugada desta quarta-feira (13). O material foi localizado no porta-malas de um veículo abordado durante fiscalização de rotina. O homem de 38 anos que conduzia o carro foi detido no local e, em seguida, liberado após prestar depoimento.

Segundo a PRF, durante busca no veículo, foram encontradas 23 garrafas de rum com indícios de reutilização, 11 de Whisky supostamente falsificado e uma de vodca. Apenas uma nota fiscal de 12 garrafas do rum foi apresentada. O motorista informou à polícia que parte da mercadoria foi adquirida por um valor abaixo do mercado em uma feira de Caruaru, também no Agreste. Ele, que estava com outras três pessoas, disse ainda que havia comercializado as bebidas em uma festa no município de Buíque, de onde esta vindo.

O homem, natural de Caruaru, foi encaminhado junto com a carga para a Delegacia de Polícia Civil de Belo Jardim, onde foi aberto um inquérito para investigar o caso. Ele foi liberado e uma perícia será realizada para identificar se os produtos são de fato adulterados. Ainda segundo a PRF, o veículo era de uma locadora do Recife.

http://www.pm.pe.gov.br/image/journal/article?img_id=16068822&t=1409087002618

Aconteceu na tarde desta segunda-feira, dia (11) no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, no Derby, a passagem de comando de nove unidades de área da capital e interior do Estado.

Prestigiando o evento o Secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, agradeceu aos oficiais que se dedicaram ao combate a violência no Estado e desejou sucesso aos que assumem a nova missão. “Nosso agradecimento aos que deixam o cargo e boa sorte aos que assumem os comandos. Devemos compreender a realidade que nos encontramos e trabalhar da melhor forma possível para fazermos cada vez mais pelos pernambucanos e pela Polícia Militar de Pernambuco, que é orgulho para os senhores e também para nós da sociedade”, completou.

Assume o comando do 3º BPM, localizado em Arcoverde, o Tenente-Coronel Carlos Eduardo Gomes de Sá; do 9º BPM, em Garanhuns, o Tenente-Coronel Ely Jobson Bezerra de Melo; do 14º BPM, na capital do xaxado, Serra Talhada, o Tenente-Coronel Tibério Cézar dos Santos; o Major André Ângelo da Silva assume o 17º BPM sediado em Paulista; o Tenente-Coronel Jonas José Cavalcante de Souza fica responsável pelo 15º BPM em Belo Jardim; o 19º BPM sediado em Boa Viagem será comandado pelo Tenente-Coronel Eduardo Marcelo de Albuquerque Sougey; mudanças também ocorreram no 21º BPM, sediado em Vitória de Santo Antão, que será comandando pelo Major Renato Pinto Aragão; o Tenente-Coronel Marcos Aurélio da Silva assume o 22º BPM em Surubim e o Major Rutênio Augusto Costa Rodrigues comandará a 1ª CIPM sediada em Belém do São Francisco, no sertão pernambucano que abrange as cidades de Floresta, Itacuruba e Carnaubeira da Penha.

O Comandante da PMPE, Coronel Pereira Neto, desejou sucesso aos novos comandantes e ressaltou o comprometimento de todos com a redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLI no Estado. “Confio no esforço de cada policial militar no combate à violência. A tarefa é árdua, um compromisso que deve ser cumprido com zelo e dedicação para proporcionarmos segurança aos pernambucanos. Sucesso a todos”, disse.

Também estiveram presentes no evento o Secretário Executivo de Defesa Social, Rodrigo Bastos; o subcomandante da PMPE, coronel Ilídio Vilaça, além de comandantes de unidades da capital e interior do Estado.

Coletiva de imprensa é realizada na manhã desta segunda

JC Online

O vereador Cícero Fernandes, morto em março deste ano em Serra Talhada, Sertão de Pernambuco, era um dos chefes da quadrilha responsável por praticar homicídios no município. A informação foi repassada pelo delegado Guilherme Caraciolo, responsável pelas investigações, em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (11) para divulgar os detalhes da Operação Paz no Sertão, deflagrada na última quinta (7).

Ainda de acordo com a Polícia Civil, um dos acusados de assassinar o vereador de Serra Talhada é integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), maior organização criminosa do País, que tem base em São Paulo. O suspeito está foragido.

No dia da operação, a polícia divulgou que três policiais militares (dois de Pernambuco e um da Paraíba) foram presos acusados de participar da quadrilha que cometia os homicídios. De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), todos os PMs envolvidos serão punidos.

Nove armas e diversas munições foram apreendidas na operação / Foto: Valéria Oliveira/JC

Nove armas e diversas munições foram apreendidas na operação. Na Paz no Sertão, foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão em solo pernambucano, com a participação de 193 policiais civis e 56 policiais militares.

INSEGURANÇA

Moradores de Serra Talhada estavam assustados com a onda de homicídios na região, uma vez que, desde janeiro até o fim de abril, nove assassinatos haviam sido registrados na cidade.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) chegou a enviar reforço policial para conter o clima de insegurança gerado na cidade. A sequência de crimes, inclusive, gerou especulações de que haveria uma lista de pessoas "marcadas para morrer" em Serra Talhada, o que foi descartado pela polícia.

PF não divulgou nomes dos detidos na operação / Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (07), no município de Araripina, no Sertão pernambucano, a operação Paradise, de combate à corrupção na prefeitura desta cidade. Ao todo, treze pessoas foram detidas, conduzidas à delegacia da PF em Salgueiro, para prestar depoimento, e liberadas em seguida. Apenas um dos presos permaneceu na delegacia, devido a um flagrante de porte ilegal de arma. A polícia estipula que o prejuízo aos cofres públicos foi de R$ 8 milhões.

As investigações revelaram desvios de recursos públicos, que deveriam ter sido utilizados na construção de escolas, creches e quadras poliesportivas em Araripina com verbas oriundas do Ministério da Educação. Também foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão. Os nomes dos suspeitos não foram revelados.

A polícia achou indícios de fraude em licitações, com suspeita de participação de laranjas no caso. Em nota, a PF fala que quem executa as obras são empresas de parentes de um determinado político do governo municipal. Além disso, foi verificado o não pagamento dos encargos sociais. As obras acabam se arrastando no intuito de receber mais aditivos contratuais, constando que alguns serviços pagos (às vezes, em duplicidade) não foram executados. 

As pessoas ouvidas serão indiciadas, de acordo com o seu grau de envolvimento, pelos crimes de associação criminosa, inserção de dados falsos em sistemas de informática, falsidade ideológica, frustrar o caráter competitivo do procedimento licitatório, peculato, prevaricação, sonegação de contribuição previdenciária, uso de documento falso e corrupção passiva. As penas variam de 1 até 12 anos de reclusão caso sejam condenados.

http://www.alagoas24horas.com.br/wp-content/uploads/2015/02/7b11dfa440bb43fa9869bfefd2d4038b_armadefogo.jpg

Por volta das 21h30min desta terça-feira (05), Adeildo Bernardo Soares, 33 anos, deu entrada no Hospital Agamenon Magalhães logo após sofrer um atentado contra sua vida na comunidade Alto da Conceição, em Serra Talhada.

Segundo informações da Polícia Militar, testemunhas afirmaram que dois indivíduos chegaram numa moto e efetuaram 06 disparos de arma de fogo em direção a vítima, que foi socorrida, passou por cirurgia e não corre perigo de morte.

A ocorrência foi repassada para a Delegacia de Polícia local investigar o caso.

 

O padre Adriano José, natural da Paraíba, suspeito de pedofilia, foi encontrado morto nesta terça-feira (28), na cidade de Bezerros, a 102 km de Recife, no interior de Pernambuco. As causas da morte ainda são desconhecidas.

Ele era pároco da cidade de Jacaraú, no Litoral Norte da Paraíba, e era apontado pelo promotor Marinho Mendes como autor de orgias com menores, dentro de uma casa paroquial.

Mendes disse que as acusações que recaíam sobre ele devem ser desfeitas, como manda a Constituição, por conta da morte, mas os processos contra a Arquidiocese da Paraíba continuam. O promotor pede que a Arquidiocese pague indenização de R$ 130 milhões a adolescentes que seriam vítimas.

Fonte: Correio da Paraíba

Promotor Thiago Farias foi assassinado em 2013 / Foto: Reprodução/ Facebook

A Justiça Federal decidiu que os quatro acusados de terem cometido o assassinato do promotor de Justiça Thiago Faria Soares, em Itaíba, no Agreste de Pernambuco, vão a júri popular. A data, porém, ainda não foi marcada.

A decisão saiu na última sexta-feira (17) e ficou definida a pronúncia dos quatro acusados – José Maria Pedro Rosendo Barbosa, José Maria Domingos Cavalcante, Adeildo Ferreira dos Santos e José Marisvaldo Vitor da Silva.

A partir desta segunda-feira (20), terá início os prazos para oferecimento de recurso, podendo a acusação ou a defesa recorrerem ou não da decisão junto ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5).

O promotor Thiago Faria Soares foi assassinado enquanto se deslocava em seu veículo, em companhia da noiva, Misheva Freire Ferrão Martins, e do tio dela, Adauto Martins em 14 de outubro de 2013.

Mandante do crime contra conselheiros tutelares de Poção. Foto: reprodução twitter Jornal do Commercio.

As mortes dos três conselheiros tutelares e de uma idosa no mês de fevereiro no município de Poção, no Agreste do estado, foi acertada por R$ 45 mil. A informação foi repassada na manhã desta segunda-feira pelo delegado Erick Lessa, responsável pelas investigações. Ao apresentar a conclusão do inquérito, o gerente operacional do interior 1 afirmou ainda que das sete pessoas indiciadas pela chacina apenas uma está foragida.

Um homem preso no Presídio de Arcoverde, segundo a polícia, foi o responsável por indicar os nomes dos quatro executores. Já o plano das execuções foi articulado pela oficiala de Justiça Bernadete de Lourdes Britto Siqueira Rocha (Foto), com a ajuda do advogado José Vicente Pereira Cardoso da Silva. “Estamos entregando o inquérito ao Ministério Público hoje indiciando as sete pessoas responsáveis pela chacina. Ao final das investigações, concluímos que o pai da criança que sobreviveu ao atentado não teve ligação com as mortes”, ressaltou Lessa.

Ainda segundo a polícia, os planos de Bernadete de Lourdes, avó paterna da criança que estava no carro junto com os conselheiros tutelares e a avó materna no dia da execução, eram de matar não só Ana Rita Venâncio (avó materna), mas também o avô materno e a filha do casal. “No dia da execução, Bernadete soube quem eram as pessoas que estavam dentro do carro e mesmo assim determinou que todos fosse executados”, contou o delegado.

Operação fiscalizou 101 postos de combustíveis em Pernambuco (Foto: Sefaz-PE / Divulgação)

Uma operação conjunta da Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) e da Agência Nacional do Petróleo (ANP) com apoio de outras instituições estaduais interditou um posto de combustível na Região Metropolitana do Recife e dez no interior do estado por irregularidades. A vistoria encontrou mais de 410 mil litros de combustível que não haviam sido declarados, ou seja, tinham nota fiscal de entrada no posto ou não eram declarados após o abastecimento dos veículos. Ao todo, 101 postos foram fiscalizados durante a força-tarefa. A operação, iniciada no último dia 6, foi concluída nesta sexta-feira (17).

Os postos interditados ficam nos municípios do Recife, Cabo de Santo Agostinho, Exu, Cedro, Moreilândia, Cabrobó, Afrânio, Serrita, Garanhuns, Petrolina e Orocó. A operação contou ainda com as polícias Militar e Civil, além do Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE). "Quando você envolve uma força-tarefa, que envolve a polícia e órgãos reguladores, você abre muito o leque para fazer um pente fino em qualquer irregularidade. A fiscalização só fica completa se a gente tiver a participação popular, se todo mundo exigir o cupom fiscal", afirmou Anderson Freire.

"A venda do combustível sem nota é forte indicativo que ou faz sonegação fiscal ou que realmente está fora dos padrões", disse o diretor de Operações Estratégicas da Sefaz-PE, Anderson Freire. Além dos postos interditados – por motivos que vão de irregularidades na entrada e saída de combustíveis a bombas adulteradas, que informavam no leitor uma quantidade de litros maior do que a realmente vendida – outros 35 estabelecimentos estavam com irregularidades tributárias e foram multados.

Amostras de combustível coletadas pela ANP nesses locais vão para um laboratório credenciado, onde será feita uma análise. "A coleta é para verificar se aquele combustível está dentro dos padrões permitidos para comercialização. Há indícios que mostram que o combustível pode estar fora dos padrões, pode ser um combustível que pode ter sido adquirido de usina, sem passar pela distribuidora”, explicou o diretor.

http://3.bp.blogspot.com/-gs3BXBkPhrw/VSMJBKA4AQI/AAAAAAAByJA/p5x5rRf56N8/s1600/IMG-20150406-WA0034.jpg

http://3.bp.blogspot.com/-ED9T8mnJBPA/VSMJImlNctI/AAAAAAAByJI/dVvYBTdHrFU/s1600/trafico%2Bem%2BTabira.jpg

http://3.bp.blogspot.com/-b3HE9aqrRlg/VSMJVQwL-rI/AAAAAAAByJQ/MrFoWdIEt50/s1600/IMG-20150406-WA0035.jpg

A Polícia Militar apreendeu nesta segunda-feira (06), Marcelo Martins Monteiro, 22 anos, Luciano Santos Firmino, 25 anos e G.M.C, 16 anos por terem furtados os seguintes objetos, geladeira, TV, som, fogão, etc., da vitima Elton Sérgio, no sitio Barro Vermelho, zona rural de Tabira, no Sertão de Pernambuco.

Durante diligências todos os objetos furtados foram recuperados, sendo que na residência do imputado Marcelo Monteiro foram apreendidos os seguintes entorpecentes; Quase 2 quilos de pasta base de cocaína, 66 pinos de cocaínas cheios, 16 frascos de lança perfume, 2.788 pinos vazio para enchimentos de cocaína.

Dando continuidade nas diligências foi presa no povoado de Brejinho, em Tabira,  a pessoa de Monaliza de Cássia do Amaral, 20 anos, que é amasiada com o acusado Marcelo. 

Todos os acusados e material apreendidos foram conduzido para a Delegacia de Policia Civil da cidade de Tabira onde os acusados foram autuados por formação de quadrilha e tráfico de entorpecentes.

Buscar Notícia

Curta No Facebook