São José do Brejo do Cruz fica no Sertão

Do Portal Correio

Dos 223 municípios paraibanos, 66 não registraram Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLT), em 2015, segundo dados do Relatório de Indicadores Criminais do Programa Paraíba Unida pela Paz, elaborado pela Secretaria de Segurança e Defesa Social do Estado (Seds). De janeiro a dezembro, nenhuma morte ocorreu nessas cidades. No ano passado, 1502 pessoas foram assassinadas na Paraíba.

Na lista das cidades “não” violentas, 31 não chegam a 4 mil habitantes. Dentre os municípios que não tiveram um único registro de assassinato em 2014 estão Sossego, Zabelê, São Sebastião do Umbuzeiro, Riachão, Diamante, Frei Martinho, Areia de baraúnas, Quixaba, Mato Grosso e Coxixola.

Uma das cidades paraibanas sem homicídios está a 488 quilômetros de João Pessoa. São José do Brejo do Cruz (foto da Igreja matriz), no Sertão do Estado, tem 1.780 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. De acordo com o major Douglas Araújo, 12º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento da cidade, os crimes mais comuns em São José são ameaças, pequenos furtos, brigas e lei Maria da Penha. “Em São José, temos um destacamento da PM. Por ser pequena em habitantes, a polícia tem uma boa relação com a população. Fazemos um bom trabalho de repressão de crimes na cidade”, falou.

Para Cláudio Lima, secretário da Segurança Pública da Paraíba, um conjunto de ações integradas, aliado ao monitoramento diário das estatísticas dos registros de violência, e ao trabalho de inteligência e policiamento solidário contribuiu para a redução de homicídios nessas cidades.

“Em 2015, foram ações integradas contra a criminalidade.  Entendemos que precisamos melhorar mais. Mas, no ano passado, as forças de segurança realizaram dezenas de operações que resultaram nas prisões de criminosos. As reuniões de monitoramento são fundamentais para a gente analisar os dados, montar ações e reprimir o crime. Em 2016, estratégias de inteligência serão montadas, policiais serão premiados quando houver queda da criminalidade e investimentos nas polícias”, falou Cláudio Lima.

Atualizado em 31/01/16 às 15:04

http://4.bp.blogspot.com/-Viv95ja6I88/UyJS75hRuCI/AAAAAAAALJg/7hiRbiqB0S8/s1600/148339_630140043725523_1631410521_n.jpg

A residência de Fernanda Camelo dos Santos (de blusa escura), secretária de Saúde de Buíque, no Agreste do Estado, foi invadida por assaltantes na noite desta sexta-feira (29). A mulher estava no imóvel com o filho de sete anos quando percebeu a presença de três homens estranhos. Para se proteger, Fernanda pegou o filho nos braços e se trancou com ele no banheiro.

De acordo com Eliane Ferreira, secretária de Fernanda, a mulher aproveitou que estava fora do alcance dos bandidos para pedir ajuda. "Assim que se trancou no banheiro ela me ligou e pediu que eu entrasse em contato com a polícia. Ela também gritou bastante pedindo ajuda e disse aos assaltantes que os policiais já estavam a caminho", explicou.

Com a chegada da polícia, os homens fugiram da casa. Eles não chegaram a roubar nada do local. Até às 23h, nenhum dos suspeitos havia sido capturado. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Atualizado em 30/01/16 às 09:03

A polícia já vinha investigando o furto de material de construção no canteiro das obras da transposição do Rio São Francisco, no Distrito de Umburanas, na zona rural de Mauriti, no estado do Ceará. Na última quarta-feira, ocorreu o desfecho da investigação numa operação conjunta das polícias civil e militar resultando na prisão de duas pessoas e grande quantidade de material estimado em R$ 2 milhões.

Foram necessários três caminhões da Construtora Queiroz Galvão para levar os produtos furtados até a Delegacia de Polícia Civil de Mauriti e, posteriormente, de volta ao canteiro de obras. Foram presos o operário da obra Lucivan Severino de Souza, de 27 anos, que seria o responsável pelos furtos e o seu cunhado no caso o comerciante José Queiroz da Silva, de 45 anos.

O material de construção foi encontrado em galpões pertencentes a José Queiroz na Rua Jose Quintino, nº 320 numa localidade do próprio distrito de Umburanas a uma distância média de 10 metros para o centro da cidade. Segundo o Sargento José Paulo Neto, Comandante do Destacamento Militar de Mauriti, são mantas de impermeabilização de alto custo, bastante aço, caixas de ferramentas, muitos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e dezenas de estruturas de andaimes importadas da Noruega e, também, de alto custo.

O operário mora no Sítio Serrinha daquele distrito e, segundo a polícia, existiam informações do desaparecimento de material e ferramentas desde o início das obras. Para os policiais, ele levava o material para casa e repassava ao cunhado, a fim deste vender. A operação teve ainda o apoio do Serviço de Inteligência da Companhia de Brejo Santo. Como não houve flagrante junto a Lucivam, este foi ouvido e liberado. Já o cunhado, com quem estava o material, ficou preso e vai responder por crimes de receptação e posse ilegal de arma por ter sido encontrada uma espingarda no depósito. As informações são do Blog O Povo com a Notícia.

Atualizado em 28/01/2016 às 10:48

Após denúncia de que coletes à prova de bala estavam vencidos desde 2014, Seres decidiu comprar novo material. Foto: Divulgação

Após pressão, os agentes penitenciários de Pernambuco vão receber, em breve, novos coletes à prova de bala. A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou no Diário Oficial desta quarta-feira (27) que está contratando, com dispensa de licitação, uma empresa para aquisição dos coletes. Serão gastos R$ 792.900,00. A medida visa dar mais proteção aos profissionais que fazem a segurança das unidades prisionais após a sequência de fugas em massa.

A reivindicação da categoria é antiga. Segundo o sindicato, os coletes usados atualmente pelos agentes penitenciários estão vencidos desde junho de 2014. Mesmo com vários pedidos protocolados, a Seres ainda não havia atendido ao pedido para a troca do material. A empresa Rontan Eletro Metalúrgica Ltda. será responsável por fornecer os coletes.

Também nesta quarta-feira, uma mobilização da categoria denunciou a falta de efetivo suficiente nos presídios de Pernambuco e as más condições de trabalho. O movimento ainda denuncia que as fugas registradas na Penitenciária Barreto Campelo e no Complexo Prisional do Curado foram informadas antecipadamente aos secretários estaduais e poderiam ter sido evitadas.

A Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Assembleia Legislativa de Pernambuco vai convocar o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, e o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, para prestarem esclarecimentos.

Atualizado em 28/01/16 às 04:43

Do G1

O prefeito de Goianésia do Pará, sudeste do estado, foi morto a tiros na noite deste domingo (24). João Gomes da Silva (PR), conhecido como "Russo", estava dentro de um velório no centro da cidade no momento do crime. Nascido em Barras, no Piauí, ele tinha 62 anos e ocupava o cargo desde 2013.

Segundo informações preliminares, um homem que já estava no local fez os disparos contra o político e fugiu de moto com o apoio de um comparsa que o aguardava na área externa de onde ocorria o velório.

A perícia está sendo realizada no local e o corpo do prefeito deve seguir para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade vizinha de Tucuruí. A polícia investiga o caso e até o momento ninguém foi preso.

Atualizado em 25/01/16 às 04:49

http://www.portal27.com.br/wp-content/uploads/2013/07/NOT-rapaz-foge-de-prisao-abrindo-algemas-com-grampo-e-e-capturado1350819495.jpg

Um foragido da Penitenciária Agrícola de Itamaracá (PAI) foi preso suspeito de roubar 19 celulares em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, o homem tem 39 anos e estava tentando fugir correndo quando foi abordado pelo efetivo após o crime. O assalto foi a uma loja de eletrônicos no Centro da cidade, no sábado (23).

Ainda de acordo com a polícia, com o homem foi encontrado um facão usado no roubo. Os celulares estavam dentro de uma bolsa. O material e o homem foram encaminhados para a Delegacia de Belo Jardim. O suspeito - que estava foragido desde dezembro do ano passado - foi autuado em flagrante delito.

Atualizado em 24/01/16 às 11:28

http://www.s1noticias.com/wp-content/uploads/2015/01/Pacto-Pela-Vida.jpg

A violência continua crescendo em Pernambuco. Nos primeiros dez dias do ano, já foram registrados 126 assassinatos, segundo levantamento da Secretaria de Defesa Social (SDS). O resultado é o pior desde a criação do programa de segurança pública Pacto pela Vida, em 2007. Estatisticamente, houve aumento de 22,3% no número de homicídios em relação ao mesmo período de 2015, quando foram contabilizadas 103 mortes.

Os números são um novo alerta para a necessidade rápida de mudanças no programa para que o Estado volte a apresentar redução da violência, o que já não ocorre há dois anos. Por conta do aumento desenfreado, houve troca de comandantes de batalhões da Polícia Militar e de vários delegados seccionais. A expectativa é de que após o Carnaval as mudanças comecem a ser sentidas em números.

Nas ruas, o sentimento é de insegurança. Cresceram os assaltos dentro dos ônibus, investidas aos bancos e os roubos de carros. Sair à noite, para muitos, já deixou de fazer parte da rotina como forma de tentar se proteger da violência. E até nas delegacias é constrangedor registrar uma queixa, já que em algumas delas falta papel ou tinta para imprimir o Boletim de Ocorrência.

Para reforçar a segurança, uma das promessas do Governo do Estado é o reforço no efetivo das polícias Civil e Militar. O edital do concurso deve ser lançado até março, segundo a nova previsão. Com isso, a expectativa é de que os novos profissionais atuem a partir de 2017. Serão 1,5 mil vagas para soldados da PM, 100 vagas para delegado, 550 para agentes e escrivães. A Polícia Científica também terá reforço, com mais 316 cargos abertos.

Atualmente, Pernambuco conta com 19.942 PMs. Com o concurso, haverá um incremento de 7,5% no número de policiais nas ruas. O mesmo acontece em relação aos delegados. Serão 25% a mais de profissionais. A Polícia Científica terá um incremento de 50%. Passará de 626 profissionais, entre médicos legistas, peritos e auxiliares, para 942.

Acompanhe a evolução dos homicídios nos primeiros dez dias de cada ano:

2016 – 126

2015 – 103

2014 – 90

2013 – 82

2012 – 102

2011 – 104

2010 – 97

2009 – 94

2008 – 120

Atualizado em 15/01/16 às 07:41

http://3.bp.blogspot.com/-CXEim42qqUs/VUD6oK9_ltI/AAAAAAAAXZk/I0tH3V1JxDw/s1600/img-20150428-wa0006.jpg

Nesta quinta-feira (14), 33 mil pés de maconha foram erradicados em Santa Maria da Boa Vista, no sertão pernambucano. A ação ocorreu durante a Operação Malhas da Lei e do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI) da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). A plantação estava próxima à Adutora do Oeste e ao Projeto de Irrigação Fulgêncio.

A quantidade de pés destruídos teria gerado oito toneladas de maconha para o consumo, segundo informações da Polícia Militar. Durante a Operação, assim que a PM chegou ao local, duas pessoas suspeitas fugiram pela área de caatinga. Durante as buscas, a sementeira também foi encontrada. Amostras da planta e a posição geográfica da plantação foram repassadas para a Delegacia de Santa Maria da Boa Vista.

Atualizado em 14/01/16 às 19:38

menor-fumando-crack-brasilia-df

Os casos de roubos e furtos envolvendo menores de idade em 2015 aumentaram 115% em comparação com o ano anterior, segundo dados coletados pelo Farol de Notícias junto à Polícia Civil de Serra Talhada. Em 2014, a Delegacia havia registrado 20 ocorrências envolvendo adolescentes, já em 2015, a elevação foi de 23 casos, atingindo o total de 43 jovens infratores autuados.

Mas, ao passo que a criminalidade cresceu entre menores idade, 2015 também registrou uma queda de 30% nas autuações de garotos e garotas por consumo e tráfico de drogas. Em 2014, o saldo foi 46 adolescentes envolvidos com variados entorpecentes por uso ou tráfico, principalmente, de crack. Já em 2015, a delegacia realizou 32 registros do tipo contabilizando uma queda de 14 casos de um ano para outro. Confira a tabela abaixo:

BALANÇO ROUBOS E FURTOS ENVOLVENDO MENORES 

2014 – 20 casos

2015 – 43 casos

BALANÇO MENORES ENVOLVIDOS COM ENTORPECENTES

2014 – 46 casos

2015 – 32 casos

Atualizado em 07/01/16 às 22:10

Buscar Notícia