De volta às bases, os deputados Zeca Cavalcanti (federal) e Júlio Cavalcanti (estadual), ambos do PTB, estiveram na cidade de Buíque, aonde mantiveram contatos com lideranças políticas do município e concederam entrevista na Rádio Buíque FM, dentro do Programa Balanço Geral.

Durante cerca de 50 minutos, os dois abordaram vários temas, desde ações em prol do município à sucessão municipal em 2016. Júlio Cavalcanti reafirmou sua luta em defesa da duplicação da BR 232 e pela conclusão da escola técnica de Buíque. Ele também falou que vai cobrar do Governo do Estado a viabilização do projeto da terceira faixa da Serra do Salobro. Sobre sucessão municipal, Júlio disse que ainda era cedo para definir nomes ou adiantar o processo, mas destacou a força política da vice-prefeita Miriam Briano, bem como a liderança do prefeito Jonas Camelo.

O deputado federal Zeca Cavalcanti, fez um rápido balanço de seus primeiros dias na Câmara Federal, aonde destacou os projetos de reduz dos valores dos planos de saúde e a criação de uma comissão externa de acompanhamento da seca no Nordeste. Só depois que São Paulo e Rio de Janeiro passaram a sofrer com a seca, é que o Brasil lembrou que isso acontece há década no Nordeste e não podemos continuar com isso sem buscar soluções definitivas para o enfrentamento da seca, disse Zeca Cavalcanti.

Ao falar de sucessão, Zeca também seguiu a mesma linha do deputado estadual Júlio Cavalcanti, ressaltando a liderança de Miriam Briano, do prefeito Jonas Camelo e que “na hora certa essa questão de que nome será o candidato à sucessão do prefeito Jonas será definido. Há muitos nomes e quem melhor representar a vontade do povo sairá na frente nesta caminhada”. É cedo para discutirmos eleição, o ano é de trabalho, muito trabalho, e é isso que queremos fazer por Buíque e toda a região, concluiu Cavalcanti.

Ascom/Dep. Júlio Cavalcanti

http://jardimdoagreste.com.br/wp-content/uploads/2015/01/PRIS%C3%83O-GARANHUNS-28.01.15.jpg

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu 160 pessoas nos dois primeiros dias úteis desta semana (23 e 24). Elas são suspeitas de homicídios, sequestros, tráfico de drogas e roubos. As prisões foram realizadas durante a Operação Esforço Geral II, que contou com a participação de 779 profissionais, entre delegados, escrivães e agentes. Esta já é considerada a maior operação policial do estado.

Os detalhes da ofensiva foram divulgados em coletiva de imprensa na sede operacional da Polícia Civil, localizada na Rua da Aurora, na área central do Recife, na manhã desta quinta-feira (26). O chefe de polícia, Antônio Barros, esteve presente na coletiva, assim como alguns dos delegados que participaram da operação. Segundo Barros, com os 160 presos ainda foram apreendidos 23 armas de fogo e 21 quilos de entorpecentes.

De acordo com a polícia, a Esforço Geral II foi lançada para cumprir o maior número possível de mandados de prisão por crimes violentos letais intencionais, crimes contra o patrimônio, tráfico de drogas e armas. Por isso, a maior parte das prisões (89) é resultado do cumprimento de mandados expedidos anteriormente. Ainda segundo a corporação, dos 89 mandados cumpridos, 59 dizem respeito a crimes de violência contra a vida.

Além dos 89 presos através de mandados, foram autuados 37 suspeitos em flagrante e apreendidos 34 adolescentes, sendo um em flagrante de ato infracional e 33 através de mandados de busca e apreensão. Foram realizadas prisões em cidades como Toritama, Paulista, Vitória de Santo Antão e Salgueiro.

Na primeira etapa da operação Esforço Geral, realizada em 27 e 28 de janeiro, 113 prisões já haviam sido realizadas. Daquela vez, os esforços também se concentraram na repressão e no combate dos crimes de homicídio, tráfico e roubo, através do cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão em todo o estado.

hel 3

Teve inicio nesta terça feira (24), na região do Vale do São Francisco uma operação comandada pela Policia Federal. O centro de apoio fica na cidade de Orocó onde de lá parte as aeronaves e os veículos com policiais a procura de roças de maconha. A Policia Federal vem mantendo esse tipo de operação já faz alguns anos, pelo menos uma vez a cada três meses um grupo chega à região a procura de novos plantios.

A operação é feita em conjunto com a Secretaria Estadual de Defesa Social, que por sinal coloca um dos seus helicópteros a disposição. As aeronaves realizam sobrevoos por diversas localidades da região, quando identificada uma roça o grupo de apoio por terra é acionado. Nas aeronaves também vão alguns trabalhadores acostumados com serviços braçais para auxiliar no momento que a plantação é arrancada e incinerada.

hel 2

Esta foi a maior apreensão de armas realizada pelo Denarc desde a sua criação, em 2008 (Foto: Henrique Zuba / TV Globo)

Um médico e uma psicóloga pernambucanos são procurados pela polícia suspeitos de serem donos de um arsenal com 65 armas de fogo e 20 mil munições, apreendido na última sexta (20), em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O casal já foi denunciado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) por porte ilegal de arma de fogo em janeiro, estando desaparecido desde então. Os detalhes da operação foram apresentados pelo delegado João Leonardo, do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), na manhã desta segunda (23), no Recife.

No momento da apreensão, a polícia ainda prendeu dois homens e uma mulher. Os três acabaram então denunciando o casal. Ao checar os antecedentes criminais, a polícia descobriu o indiciamento anterior pelo MPPE, e o casal também passou a ser procurado pelo Denarc. "Já temos algumas linhas de investigação. Temos esperanças de prendê-los”, garante o delegado João Leonardo.

As investigações que culminaram na apreensão do arsenal já duravam um mês. "Estávamos investigando o tráfico de entorpecentes no Recife e recebemos a informação de que um fornecedor de Caruaru vendia armas e munições para uma quadrilha do Recife. Deslocamos uma equipe para Caruaru. Realizamos buscas e, na sexta à noite, conseguimos localizar o imóvel em que estavam as armas", conta. O imóvel fica no bairro de Nossa Senhora da Conceição e as armas estavam escondidas no forro do teto de um dos seus quartos.

Entre o material apreendido, estavam 31 espingardas calibre 12, dois fuzis, uma submetralhadora e uma pistola. Boa parte dessas armas é de uso restrito das Forças Armadas e seria vendida a assaltantes de bancos e carros-fortes, conforme as investigações. Também foram apreendidas dezenas de facões e munições para diversos tipos de revólveres. Nesse caso, a polícia acredita que o material era vendido a possíveis homicidas. Além disso, foram encontrados artefatos utilizados na fabricação de munições, como espoletas para explosivos.

Leia mais:Polícia busca casal suspeito de ser dono de arsenal de armas apreendidas em Caruaru

IMG-20150222-WA0020

O Grupo de Policiamento Tático da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Salgueiro, no Sertão Central,  recuperou neste domingo (22), um veículo que havia sido roubado na noite do último sábado (21), em Carnaubeira da Penha. O proprietário do veículo foi localizado e se encontrou com os policiais para reaver o automóvel no Trevo do Ibó, também no Sertão.

Segundo a PRF, o crime aconteceu quando dois homens armados obrigaram o motorista a parar na estrada e entregar o veículo no qual estava sua esposa, seu filho, de 5 anos, e uma tia da esposa, de 80 anos de idade.

O motorista prestou queixa do roubo na delegacia de Salgueiro na noite do sábado (21) e na manhã do domingo (22) foi surpreendido por um telefonema da PRF informando a localização de seu veículo.  Este é o segundo carro roubado que foi recuperado apenas esta semana. O primeiro foi uma picape Volkswagen Saveiro prata, com caracteres de identificação alterados. A polícia continua à procura dos assaltantes.

http://3.bp.blogspot.com/-Xcl5xTnxJF4/VOikp8xX0JI/AAAAAAAAV8A/ws3h7Bwuv-0/s1600/preso-em-S%C3%A3o-Caetano-suspeito-de-furtar-arma-de-policial-620x242.jpg

Na última quinta-feira (19), policiais militares do 15º BPM obtiveram uma informação que um Policial Militar, que não teve o nome revelado, do 23º BPM sediado em Afogados da Ingazeira, Sertão de Pernambuco, que havia tido sua bolsa furtada de dentro de um ônibus, onde o qual viajava, e dentro dela se encontrava sua pistola PT.40 com três carregadores municiados .

Segundo informações da Polícia Militar, o PM fazia sua refeição em uma lanchonete na cidade de São Caetano, no Agreste, e quando retornou ao coletivo percebeu que sua bolsa havia sido furtada. Várias Guarnições da PM foram acionadas e um suspeito foi preso logo em seguida, com ele, o policiamento encontrou todo o material do militar.

O suspeito, Marcelo Bernardo da Silva (Foto), de 41 anos, ex-presidiário, residente em Caruaru foi conduzido a Delegacia de Belo Jardim. Ele já tem passagem pela justiça, por furto.

Fonte: Blog Agreste Violento

Arsenal apreendido pela Polícia Civil, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Dois homens e uma mulher foram presos com um arsenal de 20 mil munições de 10 calibres diferentes e 65 armas, neste sábado (21), em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos - de 31, 56 e 30 anos respectivamente - estavam em uma casa localizada no Bairro Nossa Senhora das Dores quando foram abordados. A ação ocorreu após 30 dias de investigação.

No local, também foram encontrados materiais como carregadores, chumbos, espoletas para explosivos, entre outros produtos utilizados para a produção de munição. Os artigos estavam escondidos em um espaço localizado no teto da residência. Ainda segundo a polícia, o homem de 31 e a mulher de 30 anos são reincidentes. Eles estavam em liberdade provisória há mais de dois meses, após passarem cerca de 40 dias presos.

Mais de 20 mil munição foram apreendidas em Caruaru, no Agreste de Pernambuco (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

 Os três “foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e munição de uso permitido e de uso restrito, além da posse de apetrechos para fabricação de munição”, segundo informou a polícia. Os homens foram encaminhados ao Centro de Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, e a mulher à Colônia Penal Feminina do Recife.

O material foi apresentado na sede da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), também no Recife. Participaram das operações policiais da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão ao Narcotráfico (DPRN), sob a coordenação do delegado Paulo Dias além do delegado João Leonardo, gestor do Denarc.

http://jconlineimagem.ne10.uol.com.br/imagem/galeria/2015/02/08/4115_avulsa/normal/4e02e04eec267ea7444076a6030b7b1a.jpg

Após 15 dias, a polícia ainda não conseguiu prender os suspeitos de envolvimento na chacina registrada no município de Poção, no Agreste pernambucano, a 240 quilômetros do Recife. Apesar do pedido do governador do estado, Paulo Câmara, para que o caso fosse tratado como prioridade pela Secretaria de Defesa Social (SDS), a força-tarefa criada para atuar nas investigações - formada por quatro delegados que lideram equipes de policiais civis - não obteve sucesso nas diligências realizadas desde o dia do crime, no último dia 06.

Segundo as investigações iniciais, a disputa familiar pela guarda de uma criança de dois anos teria motivado a emboscada que deixou três conselheiros tutelares e uma idosa mortos. Entre os suspeitos estão à avó paterna e o pai da menina. O Disque-Denúncia oferece até R$ 4 mil por informações que ajudem a esclarecer o caso. Os telefones são (81) 3421-9595, na RMR, ou (81) 3719-4545, no interior.

O crime aconteceu em uma estrada de acesso ao Sítio Cafundó. As vítimas estavam dentro do carro quando foram mortas a tiros. Foram mortos a tiros os conselheiros Carmem Lúcia da Silva, 37, e José Daniel Farias de Monteiro, 32, além da avó materna da criança, Ana Rita Venâncio, 62. O grupo voltava do município de Arcoverde, no Sertão, onde pegaram a criança, que vivia com o pai e avó paterna. Nos fins de semana,  quinzenalmente, a menina ficava com os avós por parte da mãe. Segundo a PM, logo após a chacina, nem o pai nem a avó foram mais encontrados.

Por determinação da Procuradoria-Geral de Justiça, quatro promotores acompanham o caso.

Pistas

Depoimentos apontam que ameaças da avó paterna, que é oficial de Justiça, e do pai da criança aos avôs maternos eram constantes. A suspeita de que a avó materna, cujo nome está sendo mantido em sigilo, seja a mandante de crime ganhou mais força porque ela também responde a processo criminal por supostamente envenenar e matar a ex-nora e mãe da menina, Jucy Venâncio, 23, em 2013.

Em setembro de 2014, uma briga entre a oficial de Justiça e o avô materno da criança gerou um boletim de ocorrência. Agressões foram registradas dentro de uma unidade de saúde particular.

Segundo o avô materno, no mesmo ano, diante das denúncias de ameaças, a Justiça definiu que os avós maternos pegariam a criança diretamente na escola, na sexta-feira, e a devolveria no mesmo local na segunda-feira, quinzenalmente. Isso evitaria contato direto entre os avós.

Apreensão de notas falsas e munição em Agrestina, na região Agreste de Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)

Um homem de 38 anos foi preso nesta sexta-feira (20) com R$ 9 mil em notas falsas, além de 11 cápsulas de munição calibre 44 e uma motocicleta.

O material foi encontrado em um bar que ele tem no município de Agrestina, na região Agreste de Pernambuco.

A ação foi realizada pela equipe Malhas da Lei, da Polícia Militar, que dava cumprimento a mandados de prisão em aberto contra o suspeito.

Ele foi autuado em flagrante na sede da Delegacia de Polícia Federal, em Caruaru, na região, e será encaminhado à Penitenciária Juiz Plácido de Souza, no município.

Foto: divulgação

Em uma ação do programa Pacto Pela Vida, a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) prendeu um traficante que vendia maconha, cocaína e crack em maquinetas de cartão de crédito. A ação, que contou com sete policiais militares, atuou na Comunidade da Portelinha, no Ibura, Zona Sul do Recife, na manhã desta sexta-feira (20). Alexandro Nascimento da Silva, de 19 anos foi preso.

Além de duas maquinetas de cartão usadas para venda da droga, a polícia apreendeu 13 Kg de maconha, 1,9 Kg de cocaína, 166 gramas de crack, 4 bananas de dinamite, 1 espingarda calibre 12 com munição, 1 revólver calibre 38 e duas balanças de precisão. A PM não revelou em quantas vezes a droga era parcelada sem juros.

Depois de sete anos de queda, o índice de violência voltou a subir em Pernambuco em 2014, quando o número de homicídios cresceu 9,5%. Foi à primeira vez em que os casos de assassinato aumentaram desde a criação do Pacto Pela Vida pelo ex-governador Eduardo Campos.

Ao assumir, o novo governador Paulo Câmara (PSB) anunciou uma série de medidas para tentar conter a escalada da violência. Mesmo assim, o número de assassinatos continuou crescendo, com um avanço de 24% em janeiro. Só durante o período do Carnaval, o número de assassinatos aumentou 29,7% em relação à folia do ano passado.

Além disso, o mês de janeiro foi marcado por uma rebelião de 4 dias no Complexo Prisional do Curado, o maior do Estado, que culminou com a morte de um sargento da PM e de dois detentos. A crise levou o governador a declarar estado de emergência no sistema prisional pernambucano.

 / Foto: Guga Matos/JC Imagem

Durante o Carnaval, 612 ônibus foram depredados na Região Metropolitana do Recife. O número de veículos avariados caiu 9,5% em relação ao ano passado, quando 676 carros foram danificados. A informação foi disponibilizada pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE).

Ao todo, 949 avarias foram registradas. Cada veículo pode sofrer mais de uma avaria. Os danos mais frequentes foram vidros de janelas quebrados, alçapões de teto danificados e portas arrombadas.

Segundo a Urbana, quando um ônibus é danificado, ele precisa ser retirado de circulação, só retornado às ruas após o reparo. Durante o Carnaval, as empresas de ônibus disponibilizaram mão de obra e peças para que os reparos fossem realizados imediatamente, o que evitou maiores transtornos na cidade.

O número de homicídios durante o período carnavalesco deste ano aumentou no Estado em relação ao ano de 2014. De acordo com a apuração da editoria de Polícia da Rádio Jornal, de sábado a terça-feira, do dia 14 ao 17, 74 homicídios foram registrados em Pernambuco, 11 casos a mais que o ano passado, quando 63 crimes foram cometidos. O intervalo mais violento foi à madrugada de domingo para segunda, com 23 crimes.

O índice aumentou principalmente na Região Metropolitana do Recife. Se entre os dois últimos anos o número de homicídios se manteve constante, com 24 casos em 2014 e 25 em 2013, o Carnaval deste ano contou com um aumento de 14%: 34 mortes. Em focos de folia, foram registradas cinco mortes. 

O destaque no Estado foi um triplo-homicídio cometido por um adolescente na cidade de Macaparana, na Zona da Mata Norte. No crime, um jovem de 17 anos assassinou a facadas a mãe, a irmã e a avó.

O efetivo utilizado pela Polícia Civil, Militar, Científica e pelo Corpo de Bombeiros foi de 27,5 mil pessoas, que atuaram desde a última sexta-feira (13) até esta quarta. Os policiais tiveram apoio de 643 câmeras de vídeo monitoramento e dois helicópteros equipados para resgates e operações especiais. Do JC On-line.

Queijo apreendido pela PRF no Posto de São Caetano, Agreste de Pernambuco (Foto: Divulgação/ PRF-PE)

 

Droga apreendida pela PRF no Posto de São Caetano, no Agreste de Pernambuco (Foto: Divulgação/ PRF-PE)

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 1.800 kg de queijo, 47,5 kg de maconha, um veículo com placa adulterada, outro roubado e aparelhos de som. A ação ocorreu na madrugada desta sexta-feira (13),  no Posto de São Caetano, no Agreste de Pernambuco. A operação envolveu equipes do Núcleo de Operações Especiais, do Grupo de Operações com Cães e do Posto local.

Ainda segundo a PRF, o queijo era transportado em quatro veículos sem acondicionamento adequado. O material foi recolhido; motoristas e carros liberados. Já a droga estava em um carro com registro de roubo. O motorista fugiu e ainda não foi localizado.

Quatro pessoas que estavam no carro com placa adulterada foram detidas. Os aparelhos de som estavam no interior do veículo. O grupo vinha de uma festa em Belo Jardim, na região. Um dos envolvidos é menor de idade e outro já havia sido preso anteriormente por furto.

 / Foto: Wenyson Aubiérgio/Acervo/JC Imagem

As operações da Lei Seca no Estado de Pernambuco receberão um reforço durante o Carnaval. As equipes atuarão em quatro turnos a partir do sábado, com revezamento nos períodos da manhã, tarde, noite e madrugada. Paralelo a isso, a Secretaria Estadual de Saúde anunciou um reforço de 2.958 mil profissionais que atuarão durante os quatro dias de Carnaval em Pernambuco. As informações foram divulgadas em coletiva de imprensa pelo secretário de Saúde do Estado, Iran Costa Júnior, na manhã desta terça-feira (10).

As equipes da Lei Seca serão compostas por 11 pessoas, sendo quatro policiais militares, quatro agentes do Detran e três técnicos de saúde. Nas estradas, as equipes atuarão juntamente às policiais rodoviárias Federal e Estadual. Serão disponibilizadas nove vans informatizadas, que atuarão nos arredores dos focos de folia.

A partir de sábado, 327 médicos, 819 profissionais de nível superior, entre enfermeiros, farmacêuticos e assistentes sociais, 1.769 profissionais de nível técnico e 43 de nível elementar serão distribuídos em 15 hospitais da rede estadual. A unidade que vai receber o maior efetivo será o Hospital Otávio de Freitas. Especializado em traumas, a unidade vai receber um reforço de 63 médicos. Seguido do Barão de Lucena, com 37 médicos, e pelo HR, com 20 profissionais. Os demais profissionais serão distribuídos entre outros 13 hospitais do Estado.

"A Secretaria Estadual de Saúde está investindo R$ 2,49 milhões nas ações de Carnaval. Do total, R$ 97 mil vão para os municípios de Olinda, Recife e Itamaracá, para reforçar as ações nessas cidades", informou o secretário Iran Costa Júnior.

Além da rede própria, o Estado contratou 115 leitos de retaguarda em hospitais conveniados ao SUS. Durante o Carnaval, os serviços de Saúde, entre eles o SAMU e a Vigilância em Saúde, estarão trabalhando de forma integrada à segurança pública. Da mesma forma que durante a Copa do Mundo 2014, o Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde estará em funcionamento. Pelo sistema, informações serão repassadas das unidades de saúde e dos polos de Carnaval por meio de um aplicativo desenvolvido pela equipe de tecnologia da Secretaria.

As ações contra a disseminação de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) também foram reforçadas. O Estado vai distribuir um total de 3 milhões de preservativos masculinos no Estado, além de panfletagem de material bilíngue para orientar o folião sobre a rede de assistência e prevenção às doenças.

http://4.bp.blogspot.com/-4UyIklNGpbk/VNdOilR7leI/AAAAAAAAVC8/DP_rBdKDIqg/s1600/2012-05-26-dinamite-apreensaoG.jpg

Cinquenta quilos de explosivos foram levados de uma mineradora na madrugada deste sábado (07), na fazenda Ponta da Serra, na zona rural de Araripina, no Sertão pernambucano. Segundo a Polícia Civil, o furto foi descoberto pela manhã, quando um vigilante constatou que o arame que cercava o local havia sido cortado e o cadeado que estava no portão, onde estavam guardadas as dinamites, foi arrombado.

De acordo com a Polícia, foram furtadas duas caixas de dinamites, cada uma com 25 kg. Os assaltantes quebraram uma das câmeras de segurança e a outra posicionou para cima, impedindo a gravação.

A suspeita é de que as dinamites possam ser usadas para explodir caixas eletrônicos na região. A Policia Militar está em campo para identificar os autores do furto, mas até o momento sem êxito. (Foto ilustrativa)

Buscar Notícia

Curta No Facebook