Apreensão de notas falsas e munição em Agrestina, na região Agreste de Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)

Um homem de 38 anos foi preso nesta sexta-feira (20) com R$ 9 mil em notas falsas, além de 11 cápsulas de munição calibre 44 e uma motocicleta.

O material foi encontrado em um bar que ele tem no município de Agrestina, na região Agreste de Pernambuco.

A ação foi realizada pela equipe Malhas da Lei, da Polícia Militar, que dava cumprimento a mandados de prisão em aberto contra o suspeito.

Ele foi autuado em flagrante na sede da Delegacia de Polícia Federal, em Caruaru, na região, e será encaminhado à Penitenciária Juiz Plácido de Souza, no município.

Foto: divulgação

Em uma ação do programa Pacto Pela Vida, a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) prendeu um traficante que vendia maconha, cocaína e crack em maquinetas de cartão de crédito. A ação, que contou com sete policiais militares, atuou na Comunidade da Portelinha, no Ibura, Zona Sul do Recife, na manhã desta sexta-feira (20). Alexandro Nascimento da Silva, de 19 anos foi preso.

Além de duas maquinetas de cartão usadas para venda da droga, a polícia apreendeu 13 Kg de maconha, 1,9 Kg de cocaína, 166 gramas de crack, 4 bananas de dinamite, 1 espingarda calibre 12 com munição, 1 revólver calibre 38 e duas balanças de precisão. A PM não revelou em quantas vezes a droga era parcelada sem juros.

Depois de sete anos de queda, o índice de violência voltou a subir em Pernambuco em 2014, quando o número de homicídios cresceu 9,5%. Foi à primeira vez em que os casos de assassinato aumentaram desde a criação do Pacto Pela Vida pelo ex-governador Eduardo Campos.

Ao assumir, o novo governador Paulo Câmara (PSB) anunciou uma série de medidas para tentar conter a escalada da violência. Mesmo assim, o número de assassinatos continuou crescendo, com um avanço de 24% em janeiro. Só durante o período do Carnaval, o número de assassinatos aumentou 29,7% em relação à folia do ano passado.

Além disso, o mês de janeiro foi marcado por uma rebelião de 4 dias no Complexo Prisional do Curado, o maior do Estado, que culminou com a morte de um sargento da PM e de dois detentos. A crise levou o governador a declarar estado de emergência no sistema prisional pernambucano.

 / Foto: Guga Matos/JC Imagem

Durante o Carnaval, 612 ônibus foram depredados na Região Metropolitana do Recife. O número de veículos avariados caiu 9,5% em relação ao ano passado, quando 676 carros foram danificados. A informação foi disponibilizada pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE).

Ao todo, 949 avarias foram registradas. Cada veículo pode sofrer mais de uma avaria. Os danos mais frequentes foram vidros de janelas quebrados, alçapões de teto danificados e portas arrombadas.

Segundo a Urbana, quando um ônibus é danificado, ele precisa ser retirado de circulação, só retornado às ruas após o reparo. Durante o Carnaval, as empresas de ônibus disponibilizaram mão de obra e peças para que os reparos fossem realizados imediatamente, o que evitou maiores transtornos na cidade.

O número de homicídios durante o período carnavalesco deste ano aumentou no Estado em relação ao ano de 2014. De acordo com a apuração da editoria de Polícia da Rádio Jornal, de sábado a terça-feira, do dia 14 ao 17, 74 homicídios foram registrados em Pernambuco, 11 casos a mais que o ano passado, quando 63 crimes foram cometidos. O intervalo mais violento foi à madrugada de domingo para segunda, com 23 crimes.

O índice aumentou principalmente na Região Metropolitana do Recife. Se entre os dois últimos anos o número de homicídios se manteve constante, com 24 casos em 2014 e 25 em 2013, o Carnaval deste ano contou com um aumento de 14%: 34 mortes. Em focos de folia, foram registradas cinco mortes. 

O destaque no Estado foi um triplo-homicídio cometido por um adolescente na cidade de Macaparana, na Zona da Mata Norte. No crime, um jovem de 17 anos assassinou a facadas a mãe, a irmã e a avó.

O efetivo utilizado pela Polícia Civil, Militar, Científica e pelo Corpo de Bombeiros foi de 27,5 mil pessoas, que atuaram desde a última sexta-feira (13) até esta quarta. Os policiais tiveram apoio de 643 câmeras de vídeo monitoramento e dois helicópteros equipados para resgates e operações especiais. Do JC On-line.

Queijo apreendido pela PRF no Posto de São Caetano, Agreste de Pernambuco (Foto: Divulgação/ PRF-PE)

 

Droga apreendida pela PRF no Posto de São Caetano, no Agreste de Pernambuco (Foto: Divulgação/ PRF-PE)

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 1.800 kg de queijo, 47,5 kg de maconha, um veículo com placa adulterada, outro roubado e aparelhos de som. A ação ocorreu na madrugada desta sexta-feira (13),  no Posto de São Caetano, no Agreste de Pernambuco. A operação envolveu equipes do Núcleo de Operações Especiais, do Grupo de Operações com Cães e do Posto local.

Ainda segundo a PRF, o queijo era transportado em quatro veículos sem acondicionamento adequado. O material foi recolhido; motoristas e carros liberados. Já a droga estava em um carro com registro de roubo. O motorista fugiu e ainda não foi localizado.

Quatro pessoas que estavam no carro com placa adulterada foram detidas. Os aparelhos de som estavam no interior do veículo. O grupo vinha de uma festa em Belo Jardim, na região. Um dos envolvidos é menor de idade e outro já havia sido preso anteriormente por furto.

 / Foto: Wenyson Aubiérgio/Acervo/JC Imagem

As operações da Lei Seca no Estado de Pernambuco receberão um reforço durante o Carnaval. As equipes atuarão em quatro turnos a partir do sábado, com revezamento nos períodos da manhã, tarde, noite e madrugada. Paralelo a isso, a Secretaria Estadual de Saúde anunciou um reforço de 2.958 mil profissionais que atuarão durante os quatro dias de Carnaval em Pernambuco. As informações foram divulgadas em coletiva de imprensa pelo secretário de Saúde do Estado, Iran Costa Júnior, na manhã desta terça-feira (10).

As equipes da Lei Seca serão compostas por 11 pessoas, sendo quatro policiais militares, quatro agentes do Detran e três técnicos de saúde. Nas estradas, as equipes atuarão juntamente às policiais rodoviárias Federal e Estadual. Serão disponibilizadas nove vans informatizadas, que atuarão nos arredores dos focos de folia.

A partir de sábado, 327 médicos, 819 profissionais de nível superior, entre enfermeiros, farmacêuticos e assistentes sociais, 1.769 profissionais de nível técnico e 43 de nível elementar serão distribuídos em 15 hospitais da rede estadual. A unidade que vai receber o maior efetivo será o Hospital Otávio de Freitas. Especializado em traumas, a unidade vai receber um reforço de 63 médicos. Seguido do Barão de Lucena, com 37 médicos, e pelo HR, com 20 profissionais. Os demais profissionais serão distribuídos entre outros 13 hospitais do Estado.

"A Secretaria Estadual de Saúde está investindo R$ 2,49 milhões nas ações de Carnaval. Do total, R$ 97 mil vão para os municípios de Olinda, Recife e Itamaracá, para reforçar as ações nessas cidades", informou o secretário Iran Costa Júnior.

Além da rede própria, o Estado contratou 115 leitos de retaguarda em hospitais conveniados ao SUS. Durante o Carnaval, os serviços de Saúde, entre eles o SAMU e a Vigilância em Saúde, estarão trabalhando de forma integrada à segurança pública. Da mesma forma que durante a Copa do Mundo 2014, o Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde estará em funcionamento. Pelo sistema, informações serão repassadas das unidades de saúde e dos polos de Carnaval por meio de um aplicativo desenvolvido pela equipe de tecnologia da Secretaria.

As ações contra a disseminação de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) também foram reforçadas. O Estado vai distribuir um total de 3 milhões de preservativos masculinos no Estado, além de panfletagem de material bilíngue para orientar o folião sobre a rede de assistência e prevenção às doenças.

http://4.bp.blogspot.com/-4UyIklNGpbk/VNdOilR7leI/AAAAAAAAVC8/DP_rBdKDIqg/s1600/2012-05-26-dinamite-apreensaoG.jpg

Cinquenta quilos de explosivos foram levados de uma mineradora na madrugada deste sábado (07), na fazenda Ponta da Serra, na zona rural de Araripina, no Sertão pernambucano. Segundo a Polícia Civil, o furto foi descoberto pela manhã, quando um vigilante constatou que o arame que cercava o local havia sido cortado e o cadeado que estava no portão, onde estavam guardadas as dinamites, foi arrombado.

De acordo com a Polícia, foram furtadas duas caixas de dinamites, cada uma com 25 kg. Os assaltantes quebraram uma das câmeras de segurança e a outra posicionou para cima, impedindo a gravação.

A suspeita é de que as dinamites possam ser usadas para explodir caixas eletrônicos na região. A Policia Militar está em campo para identificar os autores do furto, mas até o momento sem êxito. (Foto ilustrativa)

Buscar Notícia

Curta No Facebook