Adutora não funciona. Por Magno Martins

LEITURA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

http://www.radiopajeu.com.br/portal/wp-content/uploads/2013/12/Adutora_estouramento.jpg

Um dia após a presidente Dilma inaugurar o trecho da Adutora do Pajeú, ligando o sistema da base em Serra Talhada até Afogados da Ingazeira, a população botou a boca no trombone, ontem, no programa de Nill Júnior, da Rádio Pajeú, para denunciar que a água não está chegando às torneiras.
 
Consumidores dos mais diversos bairros da cidade reclamaram da conta cara cobrada pela Compesa sem ter direito ao líquido para as necessidades básicas do dia a dia. A falha na distribuição da água não é exclusiva do ramal que chega até Afogados da Ingazeira.
 
Em Serra Talhada, primeiro cidade contemplada, as queixas são generalizadas quanto à falta de água, principalmente nos bairros mais populosos e afastados do centro urbano. É inadmissível que a população continue sendo enganada pelo poder público.
 
Obras no Brasil só deveriam ser inauguradas quando fossem testadas e, consequentemente, aptas para entrarem em operação, servindo à população. Infelizmente, os governos em geral se apressam em entregar projetos inacabados, simplesmente com o intuito de tirar proveito político.
 
Responsável pela distribuição da água da Adutora do Pajeú e pela operação do sistema, a Compesa alega que ainda faltam obras complementares para que a água jorre nas torneiras na sua plenitude como deveria ocorrer, evitando frustração e desapontamento por parte de quem tanto precisa do líquido.
 
Mais lógico, portanto, seria ter adiada a inauguração, porque o que está acontecendo no Pajeú não arranha apenas a imagem do Governo Federal, que gastou a maior parte dos recursos com o projeto.

Prejudica, sobretudo, o Governo do Estado, porque a parte mais delicada da Adutora do Pajeú, a administração do sistema de distribuição da água, é de responsabilidade da Compesa. 
 
É aí onde mora o perigo!

Correções

Em entrevista, ontem (15), ao Frente a Frente, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, disse que a estatal vem fazendo o possível para colocar em ordem o sistema da Adutora do Pajeú. Ressaltou que os entraves encontrados no decorrer da obra estão sendo superados. “Investimos R$ 17 milhões no projeto e vamos corrigir as falhas eventualmente surgidas”, observou. 
 

Ariano Suassuna é homenageado na 2ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura

LEITURA - POLÍTICA

http://www.exatasnews.com.br/wp-content/uploads/2013/08/24ariano1.jpg

O escritor Ariano Suassuna foi homenageado, nesta terça-feira (15), na 2ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura. No último fim de semana, o uruguaio Eduardo Galeano também recebeu homenagem pela trajetória política e literária. A noite de hoje contou com o sotaque acentuado e quase cantado de Suassuna, paraibano reconhecido por obras diversas, que passam pela dramaturgia, romance, poesia e crítica das artes e das culturas.

Os organizadores do evento e secretários do Governo do Distrito Federal iniciaram a homenagem. O secretário de Educação, Marcelo Aguiar, subiu ao palco sob vaias. Depois, ele mesmo entregou o Troféu Bienal para o escritor.

À vontade com a plateia que lotou o Museu da República e calou para escutá-lo, Suassuna começou pedindo desculpas, em tom de brincadeira, “por minha voz, que é feia, baixa, fraca e rouca”. Ele contou causos, fez piada com o esquecimento causado pela velhice e confessou o amor pela esposa, Zélia, com quem “namora” desde 16 de agosto de 1947 – fez questão de registrar. Apaixonado e apreciador do “rir e do fazer rir”, como destacou, o escritor e defensor da cultura popular, aos 86 anos, prepara-se para lançar um romance epistolar chamado Um Jumento Sedutor.

A arte da produção de tantas obras foi apresentada para a plateia, por meio de muitas histórias. Suassuna mostrou com causos o domínio da filosofia da arte, relembrou os tempos de professor de estética na Universidade Federal de Pernambuco, comprovou conceitos de Aristóteles sobre a essência do cômico - “uma desarmonia de pequenas proporções e sem consequências dolorosas” - e defendeu as personagens que criou, em especial João Grilo, o protagonista de O Auto da Compadecida.

Leia mais...

 

Congresso vai esperar Supremo sobre futuro das CPIs da Petrobras

LEITURA - POLÍTICA

O presidente do Senado Renan Calheiros, ao lado do senador Romero Jucá (PMDB-RR), em plenário durante discussão e votação da Medida Provisória 627 que traz uma série de mudanças tributárias para multinacionais brasileiras no exterior e incluia anistia a multas de planos de saúde Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo

O Senado adiou para depois da Páscoa a votação do relatório do senador Romero Jucá (PMDB-RR) sobre a amplitude da investigação da comissão a ser criada pelos senadores. A ideia é aguardar a decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber sobre a amplitude da CPI: se ampla, como defende o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ou restrita à Petrobras, como defende a oposição. Calheiros disse que "não há pressa" e que preciso aguardar a decisão do Supremo sobre a amplitude das comissões. Na prática, não há prazo para a instalação, de fato, das comissões. A tendência é que nada seja decidido antes de maio.

— Não adianta nos precipitarmos uma decisão do Plenário do Senado ou do Plenário do Congresso. É melhor que tenhamos uma decisão do Supremo. É preciso ter prudência — disse Renan, repetidas vezes.

Depois do adiamento da votação no Senado, o Congresso fez apenas a leitura dos dois requerimentos pedindo abertura de CPIs Mistas. Na prática, o governo conseguiu adiar para depois da Páscoa qualquer instalação de CPIs ou CPMIs, à espera de decisão do Supremo. Depois da leitura e sem responder questões de ordem a sessão foi encerrada.

A manobra de adiamento agrada ao governo. Mesmo antes da sessão, o presidente do Senado disse que era "melhor" aguardar a decisão do STF.

Para evitar ser acusado de adiar a instalação da CPI, Renan disse antes da sessão que o adiamento da votação do parecer de Jucá teria que ser uma decisão de todos os líderes e não individual. A expectativa inclusive do PSDB é que o Supremo decida a questão na próxima semana.

— Como o Supremo vai ter que decidir sobre a constitucionalidade e a amplitude das investigações, talvez seja melhor aguardar. Mas essa decisão terá que ser de todos, para não parecer que estamos apenas delongando a decisão do Plenário, que estamos empurrando com a barriga — disse Renan.

Mas Renan disse que, mais tarde, realizará sessão do Congresso para fazer a leitura de dois requerimentos pedindo a instalação de duas CPMIs (Comissões Mistas, com deputados e senadores): uma ampla e outra restrita a Petrobras. Segundo ele, a leitura serviria para contagem de prazos para a retirada de assinaturas, por exemplo, e para a apresentação de questões de ordem. Mas, diante da falta de quórum, seria apenas uma leitura, com uma decisão de instalação ficando também para o futuro, à espera de decisão do Supremo.

Leia mais...

 

Petrobras: banda muda do Senado, cala sobre a politicagem

LEITURA - POLÍTICA

alt

Nenhum congressista ignora: o dinheiro continua saindo pelo ladrão no orçamento da Petrobras porque os apaniguados dos políticos continuam entrando no orçamento. Diante disso soou espantoso o silêncio da banda muda do Senado durante a inquirição da presidente da Petrobras, Graça Foster, nesta terça-feira. Uma única e solitária voz tratou do tema a sério.

Na sua vez de formular perguntas, Pedro Simon (PMDB-RS) deu nome aos bípedes que frequentam o primeiro escalão da Petrobras por indicação política. Noves fora os já demitidos, citou três diretores apadrinhados por Fernando Collor (PTB-AL) e um diretor patrocinado pela bancada do PT na Câmara.

Mencionou também o ex-parlamentar Sérgio Machado, que preside a subsidiária Transpetro desde 2003 por indicação do presidente do Senado, Renan Calheiros. “Está quase ganhando estabilidade no emprego”, ironizou Simon, antes de descer ao ponto: “É isso o que está atrapalhando a Petrobras.”

Em timbre de decepção, Simon disse que esperava que, ao assumir a presidência da estatal, em 2012, Graça Foster imprimisse “outra linha” à gestão da empresa. Em privado, a presidente da Petrobras é uma crítica mordaz do aparelhamento da estatal. Sob holofotes, porém, respondeu a Simon com desconversa.

“Nós temos técnicos e engenheiros da Casa, tanto atualmente quanto na diretoria anterior. E sempre tivemos um número bastante grande, em outras diretorias no passado, de bons técnicos da companhia. Os nomes que o senhor citou em geral são bons técnicos da nossa Casa.” Simon interveio: “Alguns não são, não.”

Graça não se deu por achada: “Falo da diretoria atual, a diretoria indicada e levada ao Conselho de Administração por mim e, por isso, de minha total responsabilidade.” Ora, qualquer técnico que chega a um posto de mando da estatal carregado nos ombros de um político prestará contas ao padrinho antes de se reportar aos superiores hierárquicos.

Paulo Roberto Costa, o ex-direitor preso da Petrobras, é um exemplo típico dessa tribo. Servidor de carreira da Petrobras, foi alçado à diretoria de Abastecimento graças ao deputado mensaleiro José Janene (PR), ex-líder do PP na Câmara. Lula o chamava de , Paulo Roberto de “Paulinho”. Com a morte de Janene, Paulo Roberto foi assumido por PT e PMDB. A coisa terminou na cadeia.

Leia mais...

 

Fifa vende 126 mil ingressos da Copa do Mundo em quatro horas

LEITURA - ESPORTES
Maior parte das entradas ficou com brasileiros - Clayton de Souza/EstadãoApós reabrir a venda de ingressos na internet, a Fifa anunciou que foram vendidos nesta terça-feira 126.837 bilhetes para a Copa do Mundo. O número corresponde a 63% do total (199.519) de entradas colocadas à disposição dos torcedores nesta última etapa de vendas.
 
A maior parte delas ficou com torcedores brasileiros: 80.496 ou 63,4%. O restante ficou com fãs dos Estados Unidos, Colômbia, Argentina, Alemanha, México, França, Inglaterra, Chile e Austrália, nesta ordem em termos de quantidade de ingressos comprados por cada país.
 
Estes ingressos foram adquiridos em apenas quatro horas, a partir das 7 horas desta manhã. De acordo com a Fifa, ainda há bilhetes disponíveis para compra para alguns jogos, por ordem de encomenda - nesta fase, são aceitos somente cartões de crédito e débito, sem a opção de pagamento por boleto.
 
As entradas ainda disponíveis não incluem os jogos que serão disputados no Itaquerão, em São Paulo, e no Maracanã, no Rio de Janeiro. A cota destinada às partidas nestes estádios, nesta fase de vendas, foi esgotada em apenas duras horas nesta terça.
 
As partidas da seleção brasileira na primeira fase, além dos jogos de abertura e encerramento, não contaram com ingressos disponíveis desta vez. Também ficaram de fora as partidas: México x Camarões, Inglaterra x Itália, Argentina x Bósnia, Espanha x Chile, Croácia x México e Austrália x Espanha.
 
Como vem sendo recorrente na venda online, os torcedores enfrentaram filas virtuais e passaram horas à frente do site da Fifa para conseguir garantir os ingressos. Para quem ainda não teve sucesso na busca pelos bilhetes, restará à compra direta nas bilheterias dos Centros de Distribuição de Ingressos a partir do dia 1º de junho.
 
Os torcedores que já asseguraram as entradas poderão começar a retirá-las no dia 18, sexta-feira, a partir das 12 horas, nestes mesmos Centros de Distribuição. Informações sobre locais e horários de funcionamento dos Centros podem ser encontradas no próprio site da Fifa. 
 

Médico cubano morre em Salvador

LEITURA - GERAL

http://www.contasabertas.com.br/website/wp-content/uploads/2014/02/mais-medicos.jpg
                                                                                                                                                                                                       Arquivo

Integrante do programa do governo federal Mais Médicos, o cubano Pedro Juan Tamayo Martin, que trabalhava em Salvador (BA), morreu no fim da tarde de ontem (14), vítima de enfarte, segundo a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde.

Martin, que estava na cidade desde dezembro e trabalhava na Unidade de Saúde da Família São José de Baixo, no Subúrbio Ferroviário, morreu por volta das 17 horas, pouco depois de chegar em casa, voltando do trabalho. O corpo do médico foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML), onde aguarda liberação.

Contatada, a Organização Panamericana de Saúde (Opas) - intermediária do acordo que resultou na chegada de médicos cubanos ao programa - será a responsável pelo translado do corpo do médico a Cuba.

A Bahia é o Estado brasileiro com mais médicos estrangeiros atendendo pelo programa do governo federal. Cerca de 1,1 mil deles trabalham em 361 municípios do Estado - outros 147 serão recebidos em Salvador recebidos nesta quarta-feira, 16, para iniciar treinamento. (Estadão).

 

DER divulha esquema especial de trânsito para o feriado

LEITURA - GERAL

http://imgsapp.diariodepernambuco.com.br/app/noticia_127983242361/2014/02/28/491834/20140228134809954487a.jpg
                                                                                                                                                                                                      Arquivo

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) da Secretaria de Infraestrutura de Pernambuco divulgou nesta terça-feira (15) as ações articuladas em parceria com o BPRV durante o feriado pronlogado da Semana Santa.

Para garantir a fluidez do trânsito, lombadas eletrônicas da PE-60, PE-35 e BR 232 serão desligadas entre 5h da manhã da quinta-feira (17) e 5h da manhã da terça-feira (22). Com o objetivo de organizar o trânsito, educadores estarão na PE-145 orientando motoristas que seguem para Nova Jerusalém para o espetáculo da Paixão de Cristo e em pontos específicos nas estradas para o litoral.

Confira o horário de desligamento de cada lombada no site do DER.
 

O que mudou no Sertão depois da Adutora do Pajeú e da passagem de Dilma

LEITURA - INTERIOR

Bairro do Mutirão, em Serra Talhada, foi um dos mais beneficiados com as obras da Adutora do Pajeú. Foto: Marcela Balbino/BlogImagem
Bairro do Mutirão, em Serra Talhada, foi um dos mais beneficiados com as obras da Adutora do Pajeú

Blog de Jamildo

Percorrer as ruas do bairro do Mutirão, na cidade sertaneja do Sertão do Pajeú, é tarefa árdua. As vias são recortadas por buracos e é possível identificar lixo espalhado em vários trechos da comunidade.

Ali é considerado o bairro com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Serra Talhada. Porém, no fim do ano passado, com o início da funcionamento da primeira etapa da Adutora do Pajeú, o cenário começou a melhorar. Ao menos no fornecimento de água.

Na passagem da presidente Dilma Rousseff (PT) pela cidade sertaneja, nesta segunda-feira (14), a petista não foi ao bairro, um dos mais beneficiados com a obra. Mas, apesar dos problemas de infraestrutura, os moradores mostraram-se satisfeitos com a solução para aplacar a falta d’água, que perdurava, em alguns momentos, por até 20 dias.

“Antes era muito sofrido. Tínhamos que ‘roubar’ água de uma propriedade [privada], porque não tinha onde conseguir. Ou então era o maior sacrifício, o jeito era ficar atrás de algum cano para pegar água para cozinhar, lavar a roupa, tomar banho”, contou a dona de casa Gorete Soares, 50 anos, 21 deles morando no bairro do Mutirão.

Ruas sem pavimentação e recortadas por buracos. Foto: Marcela Balbino/BlogImagem
Ruas sem pavimentação e recortadas por buracos

Questionada sobre a melhoria no local, ela deixou escapar na fala um pouco de ressentimento e revolta com o descuido da localidade. “Melhoria é só na água mesmo”, disparou. “Você viu a dificuldade para chegar até aqui? As crateras e o lixo pelas ruas”, criticou a sertaneja.

 A opinião de Gorete é compartilhada pela filha Jéssica Daniela da Silva, 23 anos, também moradora do bairro. “Não podemos negar que as coisas melhoraram por aqui. Pelo menos agora a água chega nas torneiras e já é um alívio, mas eu ando muito decepcionada com esses políticos. Não voto mais em Dilma nem fui vê-la ontem. Ano passado eu participei do evento, mas não vou mais”, comentou a estudante.

A água chegou na torneira de Jéssica por causa da Adutora do Pajeú.
A água chegou na torneira de Jéssica por causa da Adutora do Pajeú

Satisfeita com a facilidade para obter água, a dona de casa Patrícia Carla, 22 anos, disse que não queria saber de “politicagem”. Segundo ela, o importante era ter água sem preocupação.

Com 198 quilômetros de extensão, a primeira etapa da Adutora do Pajeú beneficia mais de 177 mil habitantes de sete municípios de Pernambuco: Afogados da Ingazeira, Calumbi, Carnaíba, Flores, Floresta, Serra Talhada e o distrito de Canaã, em Triunfo. Segundo o Ministério da Integração, R$ 200 milhões foram investidos na obra. Dilma veio nesta segunda-feira ao município para entregar a obra, pela segunda vez. Em março de 2013, ela já tinha vindo a Serra Talhada.

Lixo pelas ruas do bairro do Mutirão.
Lixo espalhado pelas ruas do bairro do Mutirão

A presidente também aproveitou a visita para dar a ordem de serviço para o primeiro trecho da  segunda etapa da obra, que terá 400 quilômetros de extensão e irá beneficiar moradores das cidades de Betânia, Brejinho, Carnaubeira da Penha, Iguaraci, Afogados da Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Triunfo, Tuparetama e Mirandiba.

Quando concluída, a obra vai captar água do Rio São Francisco, no Lago de Itaparica, em Floresta.

 

Mesmo sem a Secretaria de Turismo, Inocêncio Oliveira declara apoio a Paulo Câmara

LEITURA - POLÍTICA
Inocêncio Oliveira - reprodução internetO presidente do PR de Pernambuco, deputado federal Inocêncio Oliveira, recebeu ontem em seu escritório político na Imbiribeira, no Recife, o pré-candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara e o pré-candidato a senador Fernando Bezerra Coelho.

O “vice-rei” de Serra Talhada declarou solenemente que vai marchar com o PSB nas próximas eleições e chamou ao seu escritório para testemunhar a conversa os deputados estaduais Alberto Feitosa e Sebastião Oliveira e o ex-presidente do Porto de Recife, Rogério Leão, que é candidato a deputado estadual.

Ao dar seu apoio à Frente, Inocêncio Oliveira, que foi assediado diversas vezes pelo senador Armando Monteiro (PTB), mostrou que já assimilou o fato de o governador João Lyra Neto ter tirado a Secretaria de Turismo do seu controle.

Adailton Feitosa Filho, que era o adjunto de Alberto Feitosa e chegou a ser nomeado por Eduardo Campos para substituí-lo, perdeu o cargo para Romeu Baptista, que era o administrador de Fernando de Noronha. (Inaldo Sampaio).

 

Compesa investe R$ 17 milhões para operar a Adutora do Pajeú

LEITURA - INTERIOR

http://4.bp.blogspot.com/-8tuT0IWDFTk/UJEibJUze9I/AAAAAAAAGt4/HmC8DDQJlVU/s1600/ADUTORA+2.jpg

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) participou, nessa segunda-feira (14), de mais um evento relacionado à Adutora do Pajeú, que atende a diversos municípios do Sertão. Um trecho dessa adutora foi inaugurado em março do ano passado e beneficiou a cidade de Serra Talhada com água do Rio São Francisco. Agora, mais uma etapa foi inaugurada em evento que contou com a participação do governador João Lyra e da presidente Dilma Rousseff. Neste novo trecho, a adutora está transportando água, além de Serra Talhada, Calumbi e Fores, também para Carnaíba, Quixaba, Afogados da Ingazeira e Tabira.
 
Para levar água para cerca de 200 mil pessoas nessas cidades, foi construída uma adutora de mais de 200 quilômetros de extensão, saindo de Floresta até Afogados da Ingazeira, com diâmetros que variam de 250 a 600 mm. Também foram construídos dois reservatórios, com capacidade de acumulação de 2 mil metros cúbicos de água, e seis estações elevatórias, que compõem o sistema de bombeamento, além da instalação de outros equipamentos, como válvulas e ventosas. A primeira etapa deste projeto custou R$ 150 milhões, em obra executada pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) com o comissionamento da Compesa.
 
Segundo o diretor da Compesa responsável pelos municípios do Sertão, Fernando Lobo, essa obra tem como objetivo maior complementar o abastecimento de várias cidades do Sertão do Pajeú.
 
“O Sertão é uma área bastante sofrida por conta da adversidade climática da região, que tem escassez de recursos hídricos e essa obra trará mais qualidade de vida aos sertanejos”, frisou Lobo. O diretor lembrou que parcerias como essa da Adutora do Pajeú fortalecem o povo pernambucano, em especial, em áreas de tantas dificuldades hídricas.

PRORED

Se antecipando aos efeitos da Adutora do Pajeú, a Compesa investiu mais de R$ 17 milhões para preparar as redes de distribuição para garantir a distribuição para a população.

Segunda Etapa da Adutora do Pajeú

Também foi assinada pela presidente Dilma a ordem de serviço para a construção da segunda etapa da Adutora do Pajeú. A obra também será executada pelo DNOCS para posterior operação pela Compesa. Nesta segunda etapa, serão beneficiadas 14 cidades de Pernambuco e dois  distritos, além de oito municípios da Paraíba.

Leia mais...

 

Governador João Lyra Neto recebe integrantes do MST e estabelece agenda de monitoramento das reivindicações

LEITURA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

foto1

Após ouvir as reivindicações do Movimento Sem Terra (MST), em reunião no Palácio do Campo das Princesas, nesta terça-feira (15), o governador João Lyra Neto anunciou a criação de uma coordenação que vai acompanhar o atendimento dos 20 pontos da pauta do grupo. O documento foi entregue pelo dirigente regional do MST, Jaime Amorim, e por uma comissão composta por 16 integrantes. Como as reivindicações envolvem questões em várias áreas, entre elas infraestrutura, habitação, educação, cultura e saúde, o monitoramento da execução das ações será realizado pela chefia de gabinete do governador e pela Secretaria da Casa Civil.

foto4Na presença da comissão, o governador reforçou o respeito e história política que tem com os movimentos sociais, e garantiu que a manutenção da relação de integração com o MST, estabelecida desde 2007. "Vou transformar essa pauta numa agenda. Acompanharei as reuniões de monitoramento para que possamos melhorar a qualidade de vida dos assentados e acampados em nosso Estado", assegurou o chefe do Executivo estadual.


O encontro também atendeu às expectativas do movimento, que durante todo o dia realizou passeata pelo Recife, numa ação que marca a Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária, que acontece em todo o Brasil no mês de abril. "Foi uma boa reunião. Primeiro, pelo pronto atendimento. Ele recebeu a  comissão, e isso é importante. Demonstra o interesse. E, ao mesmo tempo, nós tivemos a oportunidade de apresentar uma pauta. Apresentamos todos os pontos, ele teve paciência e tranquilidade para nos ouvir", elogiou Jaime Amorim.
foto6
A reunião, que aconteceu no Salão das Bandeiras, também contou com a presença dos secretários estaduais Luciano Vasquez (Casa Civil), Marcelo Canuto (Cultura), Ricardo Dantas (Educação e Esportes) e Mário Cavalcanti (chefe da Casa Militar), além do secretário-executivo da Agricultura Familiar, José Claudio, e do chefe de gabinete, Rubens Júnior.

 

Após protesto de professores, prefeito de Sertânia encaminha projeto de reposição salarial à Câmara de Vereadores

LEITURA - INTERIOR

GEDC7860

Com uma faixa onde dizia “Sertânia não está com a cara que queremos. Precisamos do reajuste em nosso salário e por condições melhores de trabalho”, os professores municipais foram às ruas protestar contra o prefeito Gustavo Lins que até hoje ainda não havia apresentado projeto de reposição salarial para os professores, desobedecendo assim à lei do piso.
 
Com a música “Pague meu dinheiro” do cantor de compositor Nando Cordel, os professores percorreram as principais ruas de Sertânia parando na frente da prefeitura, ali, nomearam uma comissão de quatro professores que foram recebidos, não pelo prefeito Gustavo Lins, mas pelo secretário de Administração Álvaro Gois.
 
Um dos professores que fez parte da comissão ficou estarrecido ao saber que não havia nenhuma pauta de negociação, ou seja, o SINTEMUSE não listou ou não elencou nenhuma reivindicação para ser levada para o chefe do executivo. Entrei para mesa de negociação, já que fui escolhido pelos meus colegas e estranhei ao observar que não havia nenhuma pauta para negociação, ou seja, sobre o que nós íamos reivindicar. Como iriamos reivindicar alguma coisa se não tínhamos elencando nada? Indagou o professor, se mostrando admirado com a desorganização do movimento.
 
“Na verdade a pauta já havia sido entregue pela presidente do Sintemuse a Prefeitura, o que revoltou toda classe, pois sentimos que não houve negociação”. O fato é que ao conversar com os representantes do prefeito, ficaram sabendo que o prefeito apresentou no dia de hoje, dia 14 de abril, o projeto de reposição salarial e que quanto ao retroativo será parcelado, sendo uma parcela em abril e outras nos meses subsequente. Após o movimento, mesmo desorganizado e mal articulado, já que o horário escolhido para sair às ruas foi para lá de inconveniente (14 horas, sob um sol escaldante e no momento em que as escolas realizavam as comemorações em alusão a semana santa), o prefeito resolveu enviar o projeto à câmara, que deverá ser votado nesta terça-feira, dia 15 de abril.
(Tribuna do Moxotó).
 

Prefeito Zé Mário Cassiano entrega documentação para instalação de Posto do Detran em Carnaíba

LEITURA - INTERIOR

alt

O prefeito de Carnaíba, Zé Mário Cassiano (PSB), entregou na última sexta-feira (11), ao gestor das Ciretrans, Alexandre Soares, a documentação para a implantação de um Posto avançado do Detran, para facilitar o acesso da população aos serviços oferecidos pelo órgão.
 
 “Estou muito feliz com a conquista deste benefício para Carnaíba. Além de ampliar a oferta de serviços, o posto também oferecerá conforto ao cidadão”, disse o prefeito.
(Aryel Aquino).

 

Campanha contra o trabalho infantil é lançada no Tribunal de Contas do Estado

LEITURA - POLÍTICA

alt

O Presidente do Tribunal de Contas de Pernambuco, conselheiro Valdecir Pascoal, participou do lançamento da campanha de erradicação do trabalho infantil, promovida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que ocorreu na manhã desta terça-feira (15) no auditório Nilo Coelho, do TCE.
 
A campanha, que tem como mote “Trabalho infantil não é legal. Não compre”, é fruto de articulação envolvendo várias instituições, entre elas, MPT, Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e Tribunal Regional do Trabalho (TRT). O objetivo é conscientizar a população para que não consuma bens e serviços oferecidos por crianças e adolescentes.
 
Ao abrir a solenidade, o conselheiro Valdecir Pascoal saudou os presentes, reiterou a adesão deste Tribunal à campanha e falou das graves consequências decorrentes da exploração da mão de obra infantil, com destaque para a evasão escolar. O presidente lembrou que, a exemplo de outras campanhas como a da Lei Seca e a do uso obrigatório do cinto de segurança, que no início que não tiveram adesão da sociedade, mas que tornaram-se exitosas, a da erradicação do trabalho infantil também vai ser absorvida e encampada pela população.

A CAMPANHA

A campanha do MPT consiste na divulgação de peças promocionais como cartazes, banners, camisas, vídeos e inserções em redes sociais. O Ministério Público do Trabalho firmou parceria com a Associação de Empresas de Rádios e Televisão de Pernambuco (Asserpe), visando a veiculação desses trabalhos nas emissoras de rádios e TVs do Estado, vinculadas à entidade. A campanha se estenderá até o mês de outubro.

Fonte: TCE

 

Placas solares geram energia para bombear água de poços no Sertão

LEITURA - INTERIOR

394083bb05f5b60923c38a14c2c64fa6.jpg
No total, foi feito um investimento de cerca de R$ 900 mil

Com o objetivo de gerar energia para bombeamento de água em poços artesianos da zona rural do município de Serra Talhada, no sertão pernambucano, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) instalou painéis solares fotovoltaicos. O projeto é pioneiro no Estado e utiliza uma fonte renovável bastante abundante na região. As placas transformam a radiação solar em energia elétrica suficiente para a operação das bombas.

No total, foi feito um investimento de cerca de R$ 900 mil. A água será armazenada em reservatórios de 10 mil litros para aproveitamento do recurso à noite, por exemplo, quando não há incidência da luz do sol.

O objetivo do projeto é demonstrar a viabilidade técnica e econômica de sistemas de bombeamento compostos por equipamentos nacionais associados a módulos fotovoltaicos. Após a conclusão dos estudos, o modelo de captação de água por meio de energia solar será disponibilizado para governos, instituições privadas e clientes particulares para que possa ser replicado e utilizado quando viável.

Durante os primeiros meses de operação, uma equipe permanecerá monitorando o funcionamento das instalações, para analisar possíveis pontos de melhoria e realizar a manutenção, caso necessário.